28 de dez de 2016

MAESTRICK - "The Trick Side Of Some Songs" - 2016



A alguns dias atrás, fui surpreendido via Facebook, com a capa de um álbum, que mostrava algumas referências ao trabalho do Pink Floyd, inclusive em seu título, e aparentemente tratava-se de uma banda de metal, que particularmente adoro, portanto resolvi investigar.

A banda, é o Maestrick e o nome do álbum, “The Trick Side Of Some Songs”, que reúne nada mais nada menos do que músicas do Pink Floyd, Queen, Rainbow, Beatles, Yes e do Jethro Tull em versões muito interessantes, revelando assim o DNA da banda que vai muito além do metal progressivo, mergulhando de cabeça no rock progressivo clássico e no hard eclético do Queen, mostrando o que há de mais importante quando se resolve flertar com os grandes ícones do rock, personalidade.

Aliás, sobrou personalidade e talento a esses músicos, pois souberam muito bem cutucar os vários leões com a vara curta e não se feriram, algo realmente impressionante, pois já vi e escutei muita gente boa e conhecida fazendo isso e tropeçando logo nos primeiros acordes.

O mais legal de tudo isso, são brasileiros, de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, portanto o gosto em escutar este álbum só aumenta ao ouvir jovens músicos mandando ver muito bem, sobre clássicos imortais do rock.

A banda atualmente é formada por Fabio Caldeira (vocal e piano); Renato “Montanha” Somera (baixo e vocal); Heitor Matos (Bateria e percussão) e para este álbum contaram com diversas participações especiais com a presença de Rubens Silva: Guitars/Acoustic Guitars /Vocals; Mauricio Lopes: Keyboards and Backing Vocals; Dani Castro: Vocals and Backing Vocals; Carol Penhavel: Vocals and Backing Vocals; Andrea Porzio Vernino: Orchestral arregements and conducer; Orchestra OBA! (Orquestra Belas Artes): Orchestra e Paulo Pacheco: Guitars.

Apesar de ser música, este trabalho tem cores vibrantes, pois em cada faixa, há uma mensagem muito bem definida que naturalmente a banda soube passar ao deixar suas impressões digitais nas músicas, que por sinal foram muito bem escolhidas, independente do seu grau de dificuldade, sofisticação e popularidade, deixando em alto relevo a marca Maestrick.

Não são músicas quaisquer, pois quem tem um pouco de juízo, não brinca em fazer um medley de músicas do Yes como “Soon”, “Close to The Edge”, “Roundabout”, “Changes” e “Give love Each day” e ainda por cima saindo-se muito bem, ou mesmo apoderando-se da legendária, “While My Guitar Gently Weeps", de autoria direta de George Harrison, com um arranjo no mínimo surpreendente e digno da grandeza e poder que esta música tem, mostrando um trabalho altamente profissional, qualificado e principalmente respeitoso em relação ao que estas músicas representam para diversas gerações.

Mas não para por aí, pois anda temos que citar, “Near-Brain Damage” do Pink Floyd, “The Ogre Fellers Master March”, Parte 1 (The Battle) e parte 2 (The Fairy and the Black Queen) do Queen; “Aqualung” do Jethro Tull e “Rainbow Eyes” do Rainbow em versão sinfônica, ou seja, o recado foi dado pela banda que não poupou esforços e coragem em produzir um álbum eclético, vibrante, instigador, um verdadeiro tributo aos seus ídolos que certamente são suas fontes de inspiração.

Cabe ressaltar ainda que estamos no Brasil, onde a acéfala indústria fonográfica faz questão de banalizar a sua matéria prima, que são os compositores e interpretes, praticamente forçando-os a produzir o que há de pior para a cultura, com um material descartável e facilmente esquecível, por conta de altos lucros a baixo custo, quase que sepultando definitivamente a música em nosso País, seja qual for o gênero e no entanto, somos surpreendidos com este material de altíssima qualidade musical, tanto no que se refere a seus interpretes, bem como pelas próprias músicas.

Como última postagem do ano aqui no blog, está sendo muito gratificante poder divulgar esta banda que ao acaso chegou ao meu conhecimento, tomou conta do pedaço e agora só nos resta torcer pelo contínuo sucesso do grupo e que venham mais álbuns com esta mesma vibe!!!!

A banda gentilmente está disponibilizando este álbum em seu Site: http://www.maestrick.com.br

Maestrick:
Fabio Caldeira (vocal e piano); 
Renato “Montanha” Somera (baixo e vocal); 
Heitor Matos (Bateria e percussão)

Convidados:
Rubens Silva: Guitars/Acoustic Guitars /Vocals;
Mauricio Lopes: Keyboards and Backing Vocals;
Dani Castro: Vocals and Backing Vocals;
Carol Penhavel: Vocals and Backing Vocals;
Andrea Porzio Vernino: Orchestral arregements and conducer;
Orchestra OBA! (Orquestra Belas Artes): Orchestra;
Paulo Pacheco: Guitars;

Arte Gráfica:
Ricardo Chucky com montagem de Netto Cruanes e design de Audrey Sarraceni.

Tracks:
01 Almost a Brain Damage
02 Yes, It’s a Medley!
03 The Ogre Fellers Master March – Part I: The Battle
04 The Ogre Fellers Master March – Part II: The Fairy and The Black Queen
05 Aqualung
06 While My Guitar Gently Weeps
07 Rainbow Eyes
08 Almost a Brain Damage (Reprise)

Informações:
LINK DIRETO PARA DOWNLOAD DO ÀLBUM NO SITE DO MAESTRICK

Um comentário:

  1. Fala Gustavo!
    Além de agradecer por compartilhar suas descobertas, aproveito para desejar mais um excelente ano musical repleto de sons na forma de energia para nosso interior, dando uma força para lutar por tempos melhores.
    Abraços a todos,
    Ricardo

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails