16 de fev de 2014

NOVALIS - "Konzerte" - 1977

Tinha muito tempo que eu não escutava um trabalho do Novalis e também notei que só tinha postado um único álbum, o que configura uma falha de minha parte, portanto, para limpar minha barra, apresento o álbum “Konzerte”, gravado em abril de 1977.

Como o Novalis não teve uma grande projeção internacional, até mesmo porque a velocidade das comunicações na década de setenta não eram lá essas coisas, acho válido passar algumas poucas informações para situar a banda no contexto do mundo do rock progressivo.

O Novalis, de origem Germânica, foi criado e fundado a partir de anuncio de um jornal de Hamburgo em 1971, por iniciativa de Heino Schünzel e Jürgen Wentzel, que queriam formar uma banda de rock progressivo, o movimento musical que começava a dar seus primeiros passos e bandas na maioria dos países da Europa começavam a aparecer em escala progressiva, seguindo os passos de Pink Floyd, King Crimson, Yes, ELP que começaram um pouco antes.

Seu primeiro trabalho, Banished Bridge, foi lançado somente em 1973, por sinal um excelente álbum, era cantado em inglês, mas por orientação de seu produtor, o Novalis passou a cantar suas músicas em sua língua natal, o alemão e talvez este seja um dos problemas que não permitiram a banda ter a projeção que realmente merecia e merece até hoje, pois não há o menor problema em coloca-los lado-a-lado com o Grobschnitt, Jane, Eloy, Triumvirat e outras, pois talento eles tem e de sobra.

De estilo sinfônico, o Novalis agrada mesmo em suas músicas cantadas em alemão, onde a pronúncia germânica soa um tanto estranho em relação ao inglês que é mais comumente é escutado, mas isso não atrapalha, tendo como único desconforto no meu caso, não poder entender o que está sendo dito. 

A banda possui fortes fundamentos do rock progressivo em seus teclados e guitarras tornando suas composições harmoniosas e muito equilibradas, o que per si, é um irrecusável convite, fora isso, sem exageros pirotécnicos, conseguiu ter a favor em seu em seu currículo, uma significativa e consistente discografia  para coloca-la em pé de igualdade com outras bandas.

A banda passou por algumas mudanças internas, mais isso também não a descaracterizou a ponto de macular a sua essência e com o tempo, adquiriu personalidade própria com seu estilo de misturar música com a poesia e por conta deste amadurecimento, tiveram o mérito em atravessar metade da década de oitenta com muita dignidade e reconhecimento, pois foram seis bons álbuns lançados neste período, o que não deve ter sido nada fácil levando-se em conta as novas tendências que começavam a se instalar já no final dos anos setenta, entretanto, sucumbiram ao final do ano de 1985, engolidos pela revolução cultural instaurada na década de oitenta.

O álbum “Konzerte” sinaliza a vocação progressiva do Novalis, nos brindando com músicas do calibre de “Sommerabend”, uma linda suíte de quase dezenove minutos; as viajantes e instrumentais, “Es Färbt Sich Die Wiese Grün” e "Impressionen" e “Wunderschätze” que é simplesmente uma pérola, portanto, fica o convite a todos para se deliciarem ao som do Novalis que há muito tempo estava esquecido por mim e pelo blog.

ALTAMENTE RECOMENDADO!!!

Novalis:
Hartwig Biereichel - drums, gongs
Detlef Job - electric guitar, vocals
Fred Mühlböck - vocals, acoustic & electric guitars, flute
Lutz Rahn - Hammond H100 organ, PPG synth, Mellotron, electric piano, clavinet, Solina strings
Heino Schünzel - bass, vocals

Tracks:
01. Bolero (00:52)
02. Dronsz (01:53)
03. Es Färbt Sich Die Wiese Grün (08:46)
04. Impressionen (09:31)
05. Wer Schmetterlinge Lachen Hört (09:08)
06. Wunderschätze (Originaltext von Novalis um 1798) (11:20)
07. Sommerabend (18:53)
....a) Wetterleuchten
....b) Am Strand
....c) Der Traum
....d) Ein neuer Tag
....e) Ins Licht

LINK

30 comentários:

  1. Ai, ai, ai, o Javanes vai ser papai!
    Post do Novalis Konzert. Vai pro trono ou não vai?
    Afirmativo!
    Olha a brincadeira! Não admito preconceito!
    Nem só de Inglaterra vive o rock!
    Vcs querem que eu morra?
    O Genesis é que morreu há anos, ao se vender ao mainstream.Troféu abacaxi para o Genesis.
    Novalis permaneceu com dignidade no transcorrer dos anos 80.
    Novalis, progressivo de alta qualidade . Genesis, pop barango!
    Vcs querem bacalhau? Ou preferem salsicha?
    Alô, alô Ricardo, lamento por seu disco estar estragado.
    Fora Phil Collins, Mike Rutherford e Tony Banks!

    Aquele abraço, Gustavo!

    ResponderExcluir
  2. O Chacrinha tá animado. mas bom comment.
    Conheci o Novalis aqui. Valeu Gustavo. Avaliando este álbum!!!
    Abs

    ResponderExcluir
  3. Na minha opinião em se tratando de vocal estupendo é Novalis na Alemanha e Banco na Itália... Os 6 primeiros álbuns são fantásticos, progressivo da melhor qualidade, coloquei vários álbuns deles no meu blog..... inclusive esse em versão estendida com 3 bônus... em lossless flac... Seu blog é maravilhoso. se desejar unir forças é só me contatar. Tenho um sonho de fazer um blogão com muitos colaboradores.... é apenas um sonho Obrigado pelo espaço

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, bom dia camaradas.

    Eu já ouvi falar bem do Novalis por um amigo meu. Mas nunca ouvi eles. Vou seguir a dica do Gustavo. Da Alemanha eu só dei atenção ainda ao grande Triumvirat (minha banda Alemã preferida), ao Nektar e alguma coisa do Grobshnit e Eloy.

    Brother Gustavo, quando eu terei a alegria de ver um post do Banco Del Mutuo Soccorso no ondas da net????

    Aproveito para fazer uma pergunta? Qual é o País que tem as melhores bandas de rock progressivo para vocês?

    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano, Triumvirat com Spartacus e Pompeii creio serem imbatíveis. Seguido do Eloy. acho que são as duas maiores.
      Em relação aos países, creio ser a Inglaterra, o ninho do Prog... Se espalhando por todos os continentes. Mas Inglaterra, seguido pela Bella Italia e depois Alemanha.
      Abs

      Excluir
    2. A rigor, praticamente todos os países da Europa deram sua contribuição e eu sigo na linha do Java, apenas invertendo o segundo e terceiros lugares, pois se a Itália forneceu um número maior de bandas, por outro lado a Alemanha forneceu bandas mais consistentes e com uma longevidade maior.....

      Mais isso pouco importa, pois todas essas bandas entraram em nossas vidas de forma avassaladora e definitiva.....

      Abraços a todos,

      Gustavo

      Excluir
  5. Os três últimos são fracos. Os anos 80 foram anos perdidos e o Novalis também entrou nessa. Mas o "Konzert" e os outros dos anos 70 são excelentes.

    Bela postagem!

    ResponderExcluir
  6. Eu conheci o Novalis pelo por intermédio do saudoso e glorioso Roderick Verden....Creio que se ele aparecesse aqui, poderia falar com mais requintes de detalhes sobre essa incrível banda...

    Eu por ora estou curtindo rever meu amigos, a fase light desse Buteco, ....E limito-me apenas a dizer...VOLTA LORD!! Essa casa já te pertencia antes mesmo de eu aparecer!!! E tenho certeza que o dono dela, está pronto para recebe-lo de braços abertos!!!

    ANC.

    "My eyes are blind, but I can see"

    ResponderExcluir
  7. Alemanha, Alemanha... Qual país que deu ao mundo tantos filósofos, cientistas e músicos?

    A Alemanha foi humilhada, subestimada, dividida por capitalistas e comunistas. Ela ainda está longe de ser a maior nação do mundo, mas um dia ainda será.

    Senhor Luciano, por obséquio, nada de "camaradas", isso é coisa de comunista! Mas, creio que já respondi à sua pergunta.

    Viva a Alemanha!
    Adolfo

    ResponderExcluir
  8. Carlão Anc, vamos botar ordem no nesse boteco! Você é testemunha dessas "invasões bárbaras"! Cadê a galera das antigas?! Com esses sim, eu bebo!!!!

    ResponderExcluir
  9. A bebida dos deuses, a dos nobres, é a que conta.
    O néktar dos deuses, está longe da sua opinião. Luciano.
    E até as mulheres foram espantadas. Bem, acho que só a Lucy, a única que apareceu por aqui, mas, sabe-se por qual motivo, se afastou.

    Portanto,invasões bárbaras, podem ser revistas, mas comentários provocadores...

    ResponderExcluir
  10. Fala Gustavo. Valeu pela lembrança. Novalis é uma super banda que eu também fiquei um tempo sem ouvir. Agradeço pelas informações. Luciano, fique firme no leme. A turma das antigas está sempre por perto. Às vezes ficamos quietos para deixar algumas ondas passarem, mas estamos por aqui. Releve. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  11. Meu Caro Luke....A ordem já está estabelecida! Vamos brindar e falar de música e cultura....Blog de música é lugar para diversão!!! e é isso que queremos!!!

    Caso encerrado.
    ANC.

    "My eyes are blind but I can see!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Totalmente apoiado!!!!

      Chega de babaquices!!!!

      Abração,

      Gustavo

      Excluir
  12. Gustavo, som devidamente degustado. discaço!!! A alemãozada sabe fazer um Prog bão.
    Obrigado por mais esta pérola.
    Luciano, Banco del Mutuo Soccorso é uma excelente sugestão. Gus, podemos fazer um post conjunto, o que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Java meu velho,

      Acho a ideia sensacional, entretanto, o "velhinho" aqui nunca escutou um acorde sequer do "Banco del Mutuo Soccorso".......

      Passa pra mim um álbum para eu escutar e ver se consigo escrever alguma coisa.....

      Ai Luciano, olha a oportunidade surgindo, graças a iniciativa do Java....

      Quanto ao Novalis, eu gosto muito e mesmo os os álbuns mais recentes, da década de oitenta, tem muita qualidade no DNA, mas infelizmente sem o mesmo brilho que os anos setenta proporcionaram, mas mesmo assim são muito bons álbuns....

      Abração pro ceis....

      Gustavo

      Excluir
    2. Mande ver no BMS Gustavo!

      É Prog da Itália de primeiríssima! Vou sugerir 1 disco entre os três primeiros álbuns. Se você quer começar pelo disco mais acessível do BMS eu aconselho o terceiro disco - io sono nato libero, e o primeiro disco também é mais acessível. O Darwin é considerado pela moçada como a obra prima da banda! Mas talvez seja um disco que assuste na primeira audição. Mas realmente merece o título de obra prima.

      É isso Java! Mande ver vocês dois! Esperarei pelas resenhas !

      Abraços caras!

      Luciano

      Excluir
  13. Opa, tô dentro.
    E aí, Luciano e camaradas... Anc na ativa!!! Javanês elogiando a "alemãozada" hehehe.
    Gus, acho que deu um pau no link deste álbum.

    Enviei um BMS para seu email.

    Abraço a todos
    Breu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Breu,

      O Link foi recuperado.....

      O BMS já foi devidamente baixado, só falta escutar......

      Valeu por tudo.....

      Abraços,

      Gustavo

      Excluir
  14. Opa, passei desapercebido pelo Ricardo coração de leão. Um grande abraço e espero que esteja com a vista aguçada, vendo tudo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Full HD e surround, rs.
      Valeu pela força!
      Abraços a todos

      Excluir
  15. O Richard está vendo tudo e curtindo o Novallis.....E tem mais turma da galera que também tá.....Isso é o que importa...Como dizia Caetano Veloso..Alegria, Alegria!!!!

    Eu acho que os americanos criaram um rock, cru, agressivo e acima de tudo libertador.....Mas aí os Beatles, os Stones e o The Who pegaram aquela semente e provocaram um revolução cultural nos anos 60.

    Esse final de semana, conversando com um grande amigo meu, chegamos á conclusão, que fora o estrago promovido pelo movimento punk, o Nirvana e o filme The Doors, deram cabo de aniquilar com o resto...Mas isso é papo filosófico, para ser apenas jogado na mesa...

    ABRAÇO...FORÇA...SUCESSO!

    ANC.

    "My eyes are blind, but I can see"

    ResponderExcluir
  16. E aí, Ricardo... Bom saber que está vendo até o que não deve...
    Anc, sou fã das Portas. Vou te mandar um som aí.
    abs

    ResponderExcluir
  17. Valeu Java! E falando de BMS, conheci o trabalho do grupo fuçando a página do NEARfest 2001. Foi uma belíssima apresentação e uma inspirada performance. Depois de ouvir, tratei de conhecer os álbuns desta banda que está na estrada desde 1972. Atravessou derrapando pelos anos 80, produziu álbuns muito bons e outros nem tanto, mas deixou seu legado. Para quem quiser conhecer, segue o link para o NEARfest 2001. O áudio pode ser reproduzido através do Real Player. Tem que salvar um arquivo RAM de executar com o R Player. Além do Banco, em 2001, houve a participação dos grupos Porcupine Tree, Deus Ex Machina, White Willow, After Crying e outros, cujas apresentações também merecem ser ouvidas. Abraços a todos.
    http://www.studiomlive.com/nearfest2001/banco.html

    ResponderExcluir
  18. Brothers,

    Vou dar uma triste notícia. Morreu no dia 21/02/14 há poucas horas parece, o Fracesco Di Giacomo vocalista do Banco Del Mutuo Soccorso numa colisão automobilística em Roma. Ele morreu a caminho do hospital segundo a atualização da wikipedia. E nós falamos na banda com entusiasmo esses dias... Estou triste. Me resta ouvir alguns clássicos do BMS. So sad man...

    ResponderExcluir
  19. Uma voz poderosa, um verdadeiro cantor!
    Sobreviveu até os 67 com a obesidade, vindo a falecer de um acidente automobilístico. Ironias do destino...

    ResponderExcluir
  20. Amigos,

    Agora mais do nunca, após o relato de Luciano, precisamos reverenciar o BMS e aproveitando a ideia do Breu, assim como fizemos com o Gentle Giant, poderíamos fazer o mesmo com o BMS e realizar uma postagem conjunta com todos os blogs da confraria e quem mais quiser participar.....

    O que acham????

    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir
  21. Apoiadíssimo Gustavo!

    Mandem ver amigos! O BMS merece mais do que nunca ser Imortalizado!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  22. Po, não vi estes últimos comentários... Sorry Luciano e Gustavo. vamos fazer o post sim. Já tá no jeito lá no Som Mutante, e no Valvulado.

    Vou organizar um email, e colocar o ZM na jogada, pois ele organiza tudo!!!!

    tenho uns dez albuns que listo no email...

    Sorry again,,,

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails