21 de mai de 2013

V. A. - "Colossus Projects - The Stories of H.P. Lovecraft - A SyNphonic Collection" - 2012


O momento não poderia ser mais oportuno para postar, "Colossus Projects - The Stories of H.P. Lovecraft - A SyNphonic Collection", um projeto que reúne vinte bandas das gerações mais recentes do rock progressivo, tendo como tema, os contos de fantasia e terror gótico, de H.P. Lovecratf

Este momento é oportuno, uma vez que, temos discutido sistematicamente  sobre a existência ou não de novas bandas que promovessem uma renovação para o rock e no caso deste álbum triplo, somos brindados com este número tão expressivo de bandas, das quais eu particularmente só conheço “The Samurai Of Prog”, Glass Hammer e Aether

Para entender esta fusão entre os contos e a música, vale uma pequena pausa para saber quem foi H.P. Lovecratf, aliás, Howard Phillips Lovecraft, americano, falecido aos 47 anos em 1937, criador de um estilo literário, chamado de “Terror Cósmico” e teve como fonte de inspiração, a obra de “Edgar Alan Poe”, assim como sua obra serviu de inspiração para afamados escritores como, Stephen King e Robert Bloch, também grandes mestres do terror. 

Seus principais livros são “O Chamado de Cthulhu”, "Necromicon", “Nas Montanhas da Loucura”, “Sombras Perdidas no Tempo”, “O Horror de Dunwich” e "O horror sobrenatural na literatura", considerado até hoje o mais importante ensaio sobre este gênero literário, que abriu as portas para séries como, “The Twilight Zone”, “The X Files”, e “Fringe” que se não me falha a memória é uma série bem recente. 

Esta manifestação musical sobre sua obra não é inédita, pois bandas advindas do Heavy Metal como o Iron Maiden, Metallica, Black Sabbath, Mercyful Fate, Cradle Of Filth e várias outras se renderam a sua obra e agora chegou à vez do rock progressivo prestar suas homenagens. 

Isto posto, vamos até ao conteúdo deste ambicioso projeto, onde cada banda utilizou-se de um conto de H.P. Lovecratf como fonte de inspiração para a criação destas vinte inéditas músicas que foram reunidas em três CDs.

Por mais incrível que possa parecer, existe uma forte ligação entre as músicas que são o fruto da interpretação e do sentimento revelado por cada banda, com sinistros temas musicais que remetem a uma atmosfera cósmica e sombria retratando o universo alienígena que ele creditava em seus contos de terror.

Deve ser uma experiência bem interessante ler algum destes contos de terror, tendo como trilha sonora, estas músicas e poder imaginar como foi o processo de criação para chegar a este temas tão bem elaborados. 

Como tive pouco tempo para escutá-lo e a vontade de postá-lo logo, não seria muito nobre de minha parte ficar tecendo comentários ou dar algum destaque sobre as músicas, entretanto, escutei direto todos os CDs umas três vezes, sem ficar com vontade de pular alguma faixa.

Para mim este fato tem um significado muito importante, principalmente por serem vinte bandas com estilos e formas diferentes de compor, mas que de alguma forma agradaram bastante a minha imensa fome por algo realmente novo. 

As bandas e artistas que performaram neste este álbum, servirá de fonte de inspiração e futuras pesquisas, pois surpreendentemente este álbum reuniu músicas muito boas que fatalmente são um incentivo a conhecer melhor os seus autores.

RECOMENDADÍSSIMO!!!!

Bandas e Faixas:
CD1:
01. The Samurai of Prog - “The Case of Charles Dexter Ward”
02. Glass Hammer - "Cool Air”
03. Karda Estra - "The Haunter of the Dark”
04. Unitopia - "The Outsider”
05. Simon Says - "The Wailing Wall"
CD2:
01. Jinetes Negros - "Hypnos”
02. Blank Manuskript - "Beast in the Cave”
03. La Coscienza Di Zeno - "Colofonia”
04. Guy Le Blanc - "Beyond the Wall of Sleep”
05. Ars Ephemera - "The Other Gods”
06. Attilio Perrone - "Topi nel Muro”
07. Ciccada - "The Statement of Randolph Carter”
08. D'accord - "The Doom that Came to Sarnath”
CD3:
01. Sithonia - "Il Gatti di Ulthar”
02. Daal - "The Call of the Cthulu”
03. Kate - "Dream-Quest to the Unknown Kadath”
04. Nexus - "The Colour out of Space”
05. Safara - "Calendimaggio”
06. Aether - "Mountains of Madness”
07. Goad (Bonus Track)





54 comentários:

  1. Fantástico! Gustavo, estava em plena tentativa para comprar este box. Muito obrigado! O Colossus Project é editado pela Musea Records e tem lançados trabalhos excepcionais. Confesso que, deste trabalho, conheço somente o grupo brasileiro Aether. Descobri por acaso, através do trabalho lançado entre 2008 e 2010, A Divina Comédia, dividida em 3 caixas contendo 4 CD's cada, sendo a primeira Inferno, seguida por Purgatório e fechando com Paraíso. Todos seguindo a mesma conduta, reunindo artistas de todo mundo. Para quem quiser conhecer, segue o link de um Blog pouco conhecido por aqui,rs:

    http://sommutante.blogspot.com.br/search/label/VA%20-%20Dante%27s%20Divine%20Comedy%20Part%20I

    O trabalho mais recente, conta com a participação de outro grupo brasileiro, Index.

    Trata-se do trabalho Decameron Ten days in 100 Novellas, dividido em três partes e cuja parte 1 foi lançada em 2011. A Parte 2 está pronta, contou também com a participação do Index, mas acho que ainda não está disponível para venda.
    Olhem só a lista do que compõe esta primeira parte:

    CD 1:
    1. La Coscienza di Zeno: Il Paradiso Degli Altri (9:55)
    2. Nexus: The Evil Priests (7:23)
    3. Lady Lake: Wisdom (10:45)
    4. Tommy Eriksson: Abbotic Cure (7:15)
    5. La Theorie des Cordes: Le Repas des Gelinottes ou Anecdotes sur un Roi de France (6:26)
    6. Resistor: The Inquisitor's Jig (8:37)
    7. Faveravola: Cangrande e Bergamino (8:04)

    Time: 58:25

    CD 2:
    8. Index: Loretta's Tale (10:41)
    9. Safara: Elissa (5:30)
    10. Andrew Roussak Project: Alberto of Bologna (5:50)
    11. Penelli di Vermeer: La Novella di Martellino (3:40)
    12. Jinetes Negros: Templanza (5:04)
    13. Posto Blocco 19: Scandendo il Tempo (6:54)
    14. Servimontana: Campaign (5:09)
    15. Fufluns: Andreuccio da Perugia (7:37)
    16. Senogul: Sixtha Tale (6:34)
    17. Kate: Alathiella (6:24)

    Time: 63:23

    CD 3:
    18. Roz Vitalis: Eighth Tale (II, 8)
    19. Rhys Marsh: Ninth Tale (II, 9)
    20. Sergey Bolotov: Tenth Tale (II, 10)
    21. Flamborough Head: First Tale (III, 1)
    22. Attilio Perrone: Second Tale (III, 2)
    23. Attilio Perrone: Third Tale (III, 3)
    24. Contrarian: Fourth Tale (III, 4)
    25. The Samurai of Prog: Fifth Tale (III, 5)
    26. Jukka Kulju: Sixth Tale (III, 6)

    Time:

    CD 4:
    27. Ars Ephemera: Seventh Tale (III, 7)
    28. Phideaux: Eighth Tale (III, 8)
    29. Ciccada: Ninth Tale (III, 9)
    30. Ozone Player: Tenth Tale (III, 10)
    31. Castle Canyon: First Tale (IV, 1)
    32. Michele Mutti Band: Second Tale (IV, 2)
    33. Oracle: Third Tale (IV, 3)
    34. Daal: Bonus track 1
    35. Marco Lo Muscio: Bonus track 2





    ResponderExcluir
  2. Todo calza!
    Es la hora de escuchar la nueva generación de músicos, habrir los oidos a aquellos que estan haciendo un esfuerzo por ser escuchados dejando el pellejo en el camino.
    Gustavo, no es casualidad que este pasando esto, el desanimo generalizado entre muchas personas de nuestra generación por no encontrar nada que esté "a la altura" de las grandes leyendas.
    Obviamente no todos estan ni cerca de lograr la magia de los clásicos, algunos definitivamente no lo lograran nunca, pero es el camino correcto, la divulgación, estudiar mucho más tocar tocar y tocar finalmente es lo que permite a estas bandas surgir y mostrar todo su potencial.
    Ahora no podemos seguir con el discurso de "no hay nada nuevo que escuchar".
    Felicitaciones Gustavo, gran post.
    Saludos!

    ResponderExcluir
  3. Barbara Crampton........Stuart Gordon.......H.P. Lovecraft!!!!!!!!!! Edgar Alan Poe, Julio Verne, Henrique VIII, Isaac Asimov....

    Quem hoje em dia sabe quem são estas personalidades ????

    Como um disco com temas sobre Julio Verne, histórias da realeza Britânica viraram sucesso em um tempo onde os instrumentos de divulgação eram limitados à rádio, TV, ...Um mundo onde para mandar uma notícia de caráter urgente tinha que ser por telegrama....????

    Na ocasião que este blog postou um CD tributo do Yes, eu particularmente saí pesquisando todas as fontes de informações sobre as bandas que participaram deste trabalho.

    The Samurai of Prog,, Glass Hammer são bandas conhecidas, mas e o resto??????? Quem as divulga???? Quem tem interesse em espalhar cultura universal por meio da música?

    Nosso circulo de informações é estritamente alternativo, e somente por meio de posts, links, indicações é que tomamos conhecimento destas obras de caráter ímpar.

    Mesmo porque, se for para comprar em lojas de departamento, não é algo fácil de encontrar como uma coletânea de Forró, e o preço também jamais será igual.
    Nós vivemos dias difíceis, onde as novas gerações centralizam sua inteligência para operar tablets, notes, celulares. O cérebro é estimulado para raciocinar rápido e de forma simplista. Apuram-se cada vez mais os reflexos e a lógica.

    Mas a cultura, o conhecimento de mundo e a capacidade analítica cada dia vão ficando mais e mais atrofiados.

    Nós que respiramos o universo musical, desconhecemos completamente a procedência destas bandas, que assim como Rick Wakeman buscaram na literatura, a inspiração para fazer um trabalho musical....Eu não ouvi ainda, mas a iniciativa é extremamente válida, pois promove a cultura e o conhecimento de mundo.

    Muito diferente do forrozinho que estimula o cara a ter uma amante e ainda por cima o chama de otário.
    Isso em termos de Brasil............. Mas quando falamos de mundo, a coisa não melhora muito...Pois a música eletrônica varreu todos os países, com um número de DJs proporcional à população da China.

    Eu quase chorei quando o veio Dead falou sobre o blues...O lamento, a tristeza, a segregação e racismo da cultura negra...Vira e mexe o Véio Dead faz uma declaração de amor no S.M. para este estilo musical.
    A música negra talvez seja a que mais tenha sofrido ao longo das últimas décadas...

    O Império da Motown, James Brown, Supremes, Ike e Tina Turner, Stevie Wonder, Ray Charles....Depois Sly and Family Stones, Hot Chocolat,, Jackson Five, Michael Jackson, Kool and Gang, Earth Wind and Fire, .....K.C. and Sunshine Band era uma celebração, brancos e negros no mesmo palco, promovendo uma enorme festa com hits avassaladores....

    cont....

    ResponderExcluir
  4. E hoje????? O que sobrou???? Hip Hop!!!!....É muito pouco pra uma raça que teve um passado tão rico, tão multicultural, que gerou Elvis, Jerry Lee Lewis, Bud Holy...

    Eu sou meio alma gêmea do Dead, porque quando começo a escrever, a esfera sempre toma uma proporção maior que a música. Mas a música é um retrato da fragilidade cultural que existe nesta geração que está aí.

    Eu falo com propriedade, pois convivo com esses jovens!!!! Uma geração que nasceu com um fígado maior que o cérebro. Gosto descartável e duvidoso. Passam mais tempo no bar bebendo do que dentro das salas de aula ....Houve um momento em minha vida em que me atrevi a dar aulas...As paredes e as cadeiras aprenderam muito, e o barzinho da esquina faturou pacas ( ou melhor...ainda fatura).

    Existe riqueza e qualidade cultural nos dias de hoje....Mas é minoria! Tem que ser garimpada e custa caro!

    Quando o Genesis veio no Brasil, a Som Livre lançou um caça níqueis que era anunciado na TV no intervalo das novelas. Naquele caça níqueis tinha músicas da era Peter Gabriel.

    E hoje, que tipo de caça níqueis são anunciados???? Quais são as opções que a mídia oferece??? Os grandes festivais foram limados pelos American Idols e The Voices....Onde estão estes caras que venceram???? Que música de sucesso fizeram???? Quem sabe o nome deles?????

    A mídia exerce uma força contrária à cultura, rebaixando cada vez mais os padrões de exigências e de qualidade , se tiver que pensar muito não vende e pensar da muito trabalho!

    Enquanto isso as vendas de cerveja e o consumo de álcool só aumenta entre os jovens...

    Eu não acho que um CD do The Samurai of Prog, estimule um jovem de 16 anos a tomar wisk com energético!!!!

    Ontem eu li uma resenha do novo álbum do Deep Purple, e o crítico foi muito feliz em sua colocação....

    Ele disse que esse é o melhor disco com Steve Morse, e que Don Ayrei sobrou pra tudo quanto é lado ( eu não disse???)..Mas que o mérito maior, é que o Purple fez um disco para os fãs que envelheceram junto com seus integrantes....

    Quem estava esperando outro Machine Head ou Burn esqueça...Eles não são mais jovens, e sua música amadureceu com o grupo!!!!

    Isso levou-me à seguinte reflexão, que é a essência de tudo o que escrevi até agora!!!!!
    Para que tipo de população esse belíssimo CD foi concebido???

    Não foi para nossa geração....Porque se fosse, nós estaríamos dissecando uma por uma das bandas, da mesma forma que fazemos com o Cream, o Rush, o Eloy, etc....

    Muito menos para esta geração do “Vamo beber até cair!!!” .

    Quem sabe para uma pequena minoria....Uma minoria que talvez um dia seja a maioria esmagadora de um mundo mais culto, mais analítico, mais exigente....E quem sabe, um pouco melhor....

    Uma minoria que está ainda em estado embrionário, latente, pronta pra explodir a qualquer momento...Tal qual o punk em 76...Porque tudo na vida uma hora enche o saco...Se o Pink Floyd encheu o saco, imaginem o Maroon 5

    Não sou pessimista Mano Véio.....Eu vejo o presente que vivo, comparo com o passado que vivi, e procuro tirar conclusões em relação ao futuro que nos aguarda...

    “.A gente não quer só comer, agente quer comida, diversão e ARTE!!!!...

    H.P. Lovecraft faz parte da vida....e também pode ser considerado como arte!!!!

    ABRAÇO......FORÇA.....SUCESSSO!!!!

    The Ancient

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente digno de seu conhecimento como tb foi o Ricardo e virão outros, quero escrever tb sobre isso, ainda não sei se faço um post ou escrevo aqui, mas a pata melhorou e agora a lombar foi pro saco.

    Um senhor de 86 anos estava internado e me disse: tirei 500 contos, 300 dei pro médico e 200 do exame, e agora to duro, sem um puto, minha aposentadoria num dá, mas a outra criou a bolsa prostituição?????????????

    Num fala pra mim isso meu filho num fala...........

    E vcs ainda perguntam prq estamos assim?

    Na primeira visita do papa em 80 estava ao lado dele trabalhando como já disse, e nunca fui a favor de porra nenhuma de ditadura, mas uma porra que qqr democracia é melhor.

    O grupo que servi conseguia impedir qqr passeata em qqr lugar sem machucar ng, sem matar ng e pior só com escudos.

    Chamava-se operação distúrbios, e funcionava.

    Medo do exército?

    Aquele não era o exército, era um grupamento treinado pra conter distúrbios, invasões e terrorismo e só décadas depois alguém teve coragem de mostrar o bope na tv.

    Isso em 80 era fichinha pra gente, era brincadeira de criança, prq militar corrupto que vendia armas pra traficantes num ficavana rua, fazia uma ou duas vendas e rodava, cana véio, e sem essa de tortura, o doi ficava na rua de cima e a pe ao lado do ibirabuera.

    Depois com essas de coitadinho, tiraram todos os treinamentos que faziam a diferença e hj vc militar com 38 atirando pra cima prq nã sabe o que fazer e tem medo da confusão.

    Qdo chegávamos, eram por todos os lados e não tinha resistência, parava, xeque mate, mas todos os ladrões de brasilia diziam que isso não era democracia, é essa de hoje?
    ......

    ResponderExcluir
  6. Cheguei no ponto Anc, músicas de última, pancadão, funk proibidão, quadradinho,o morro desceu e a zona sul subiu, só vende prq tem quem compra e a guarda nacional? Se pegassem um major pqd que nos treinava não saiam de suas cidades.

    Lá tinha 3 coisas que podíamos falar: sim sr, não sr e quero ir embora,como a última não podia.....

    Esses que transformaram nosso país não são da pátria a guarda fiéis soldados por ela amados.
    Foram tranformados em alvos e a bolsa prostituição, minhacasa, bolsa crack vai de vento em popa pro bolso dos que lucram com isso.

    Não seria melhor ter educação? civismo? respeito?
    Não sou assassino só prq fui da pe e não conheci nenhum, éramos treinados pra defender a sociedade de TERRORISTAS associados com militares bandidos sim, com politicos ruins sim, e são poucos os bons, conheço e dou nome.

    Existia uma certa ordem que hoje é o caos, uma sapata nos governa cercada de sangue sugas, onde os que representam a justiça usam nomes falsos e se hospedam com a esposa alegando privacidade!!!!!!!!

    Nome falso é crime e fosse quem fosse tinha de sujar o dedo na delega, mas o negrão foi?
    Não, ele é o paladino da justiça, qual cara pálida, a deles ou a nossa?

    O que tem hoje aqui no pais é uma falta de cultura que vai levar décadas pra reconstruir, nossa grande chance foi nos idos dos 60/70/80 daí pra frente virou baderna, virou zona, virou putaria.

    Vcs sabiam que aqui onde é a alcatéia cada família tem no mínimo um filho de raciocinio fraco? Mas a região é a que sustenta o país em alcool (cana de açucar), café, laranja.

    Como pode governo algum perceber que geneticamente os mais antigos foram afetados desde escravos e geraram isso sem cura e sem remédio, aqui é diazepan, fluoxetina e nem internação tem mais, e os "doidinhos" que sejam criados por suas familias que os amam, mas recebem um salário por cada um, será que não caberia um estudo como falei pra Lucy sobre o que causou essa "epidemia"genética?

    Até hoje se fala do napalm nos eua, mas aqui quem fala de defensivos agrícolas e o que fez com uma geração toda e daí pra frente deu nisso?

    Tá aí isso é democracia? isso era governo militar? isso era o povo pelo povo pra o povo?

    Nunca foi, e agora nós que sobrevivemos, assistimos de queixo caído tentando nos apegar pelo menos numa coisa divina, a música, de apenas 07 notas mas que ja revolucionou um país prq bem e pra mal, talvez um dia acorde de seu sono de novo.

    Disparo contra o sol
    Sou forte, sou por acaso
    Minha metralhadora cheia de mágoas
    Eu sou um cara
    Cansado de correr
    Na direção contrária
    Sem pódio de chegada ou beijo de namorada
    Eu sou mais um cara

    Mas se você achar
    Que eu tô derrotado
    Saiba que ainda estão rolando os dados
    Porque o tempo, o tempo não para

    Dias sim, dias não
    Eu vou sobrevivendo sem um arranhão
    Da caridade de quem me detesta

    A tua piscina tá cheia de ratos
    Tuas ideias não correspondem aos fatos
    O tempo não para

    Eu vejo o futuro repetir o passado
    Eu vejo um museu de grandes novidades
    O tempo não para
    Não para, não, não para

    Eu não tenho data pra comemorar
    Às vezes os meus dias são de par em par
    Procurando agulha num palheiro

    Nas noites de frio é melhor nem nascer
    Nas de calor, se escolhe: é matar ou morrer
    E assim nos tornamos brasileiros
    Te chamam de ladrão, de bicha, maconheiro
    Transformam o país inteiro num puteiro
    Pois assim se ganha mais dinheiro

    A tua piscina tá cheia de ratos
    Tuas ideias não correspondem aos fatos
    O tempo não para

    Eu vejo o futuro repetir o passado
    Eu vejo um museu de grandes novidades
    O tempo não para
    Não para, não, não para

    Dias sim, dias não
    Eu vou sobrevivendo sem um arranhão
    Da caridade de quem me detesta

    A tua piscina tá cheia de ratos
    Tuas ideias não correspondem aos fatos
    O tempo não para

    Eu vejo o futuro repetir o passado
    Eu vejo um museu de grandes novidades
    O tempo não para
    Não para, não, não para

    ResponderExcluir
  7. E aí, moçada.

    Dead e Anc, embora a grande massa seja refletida em suas palavras, existem guetos de resistência. Existem pessoas educando bem os filhos, mantendo valores do passado, sendo honestas e vivendo com dignidade. Estes "guetos de resistência" existem... E, eventualmente nestes nichos ainda tem a boa música, segundo nosso conceito. Na minha (nossa)geração, a música ainda aproxima as pessoas e tenho a tendência de ter mais simpatia por pessoas que gostam de músicas que gosto. Sem discriminar os amantes do sertanejo (que não gosto), que conheço, que também são brothers queridos. E por estas pessoas, tenho fé e acredito que tudo pode ser mudado e pode ser melhor.
    estes nossos últimos papos sobre música e este último post do Aponcho, pode fazer a gente refletir. Os álbuns postados são excelentes e não os vimos, não os encontramos em nossa atribulada vida moderna. Será que isso não acontece com outras coisas também?

    Aponcho, grande post... Obrigado.

    Gustavo, simplesmente fantásticos estes álbuns. Ouvi, procurei mais informações e daqui uns três meses vou repostá-lo no Valvulado. Tem que ser muito bem divulgado.

    Thanks


    ResponderExcluir
  8. Meu Caro Breu....Nós somos Os Últimos dos Moicanos, A Sociedade do Anel, o Exército de Brancaleone, Os Sete Samurais, Os Herois da Resistência!!!!

    A Música que rola nas massas não é nada mais do que a febre...Não se combate a febre com dipirona, mas tem que ir na origem...E a origem pode ser uma infecção generalizada!!!!!!!

    Nós somos muito mais do que amantes da arte!!! Somos de uma geração que aprendeu a pensar, a desenvolver uma inteligência analítica e não lógica.

    Com certeza você está certo, existem pequenos núcleos que trabalham para termos uma sociedade mais humana, melhor, mais culta...Mas esse futuro não pertence à nós....

    Porém estamos fazendo a coisa certa! Usando a música que amamos para deixar gravado nesses blogs nosso pensamento, nossa história, nossa versão, a verdade dos fatos...

    Não sabemos ao certo o impacto que tudo isso pode estar causando....Mas com certeza todos aqui estão fazendo sua parte!!!!



    The Ancient

    ResponderExcluir
  9. Como disse pro Anc vou dizer pra vc Breu.
    Ainda não achei a fórmula exata de expressão e olha que o ramo que mais trabalhei foi em comunicação, só que falada e não escrita, por isso acho uma loucura o que dizem do SM. Já me chamaram de analfabeto por escrever errado, não é tanto mas sei que não é minha praia, no microfone fiquei 48 hs no ar como ancora, segurando uma catastrofe prq estava no local e toda emissora em volta, e até o governador enviou uma placa de serviços prestados prq só eu estava lá, e até a plim plim tinha de chupar de mim e não dava créditos é claro.
    Mas a questão não é burrice e sim amalgamar a idéia e expressá-la como faço em doses, explico em parábolas (quer ver algum fdp dizer que me acho JC?) é meu jeito, sou prolixo, mas pra esse assunto parece que eu falo mas não atinjo vcs exatamente como quero.
    Estou tentando uma hora acerto.
    O Anc tem mais facilidade que eu mas tb ainda não atingiu no cerne e o Gustavo fica de olho,rs
    O Aponcho foi muito bem nesse post dele e o blog dos Valvulados desmiolados tá se saindo um orgulho pro coroa aqui, mas paciência, a discussão não é melhor ou pior e sim o que fazer agora, o que podemos fazer?

    Warren Haynes

    I never knew you
    But then who really did?
    If you were at all like me
    You managed to keep yourself hid
    A patchwork quilt of a life
    Memories embroidered
    On your soul

    So please forgive me
    For putting you in my song
    But the spirit she moves me
    In fact she pushes me along
    It's a patchwork quilt of a life
    Can't stop the river
    Just let it roll

    We were at Jones Beach
    When we got the word
    Saddest sound that I ever heard
    The bluest note that nobody could play
    Ravens sang with us that night on the stage
    Tears of sadness, tears of rage
    But nobody spoke, we all felt old
    And in the way

    So walk beside me
    Or above me, I don't know
    These days it sure seems
    I'm lost where ever I go

    God, how could you, I heard someone say
    And what do we do with our lives now anyway?
    Now that our North Star can no longer be found

    But there's a banjo moon in a tie-dyed sky
    Hippies dance and babies cry
    Church bells ring as a silver-haired angel look down
    And the blood of his music runs through the veins of our guitars
    Bright lights, Dark Star

    I never knew you
    But then who really did
    If you were at all like me
    You managed to keep yourself hid

    ResponderExcluir
  10. Bom dia caras! Estive fora daqui por uns dias, mas ontem li todos os posts da postagem anterior e dessa última, e estou gostando bastante do debate. Só que foi muita informação que li para tentar analisar, digerir e emendar o raciocínio de vocês com algo que me veio a cabeça. Mas ontem passou um pensamento que já tinha vindo tempos atrás em minha mente e que não tem nada a ver com o papo de vocês, e se me permitem? O pensamento é simples. Existem apreciadores de música que possuem um tera de música no computador, ou 3 mil, 5 mil discos, e eu me pergunto: "Isso vale a pena?" Eu imagino que quando se conhece muita, mas muita música, acabamos nos distanciando da mesma e dos nossos discos! Não acham? No meio de 5 mil discos, quando você pega um disco do Queen ontem para ouvir que lhe faz lembrar sua adolescência, quando você vai pegar esse disco novamente que lhe fará lembrar esse momento vivido? Talvez daqui há 8 anos, quem sabe? Eu posso estar enganado, mas eu sou muito feliz por amar a música e me alimentar dela, e por conhecer talvez, não mais do que uns mil discos e por ter um acervo de uns 400 discos em casa.

    Vocês estavam comentando sobre pesquisar, conhecer mais e garimpar, e o Carlos comentou que não tem mais tempo e paciência para isso. Eu sinto que o mesmo tempo que a internet nos mostra um aceano de opções, os downloads acabam por ficando banalizados. Perde-se o tesão muitas vezes quando se acha tudo fácil! É como comer uma garota no primeiro encontro! Me lembro quando íamos no sebo e o vendedor nos apresentava aquele disco raro que ficávamos imaginando como seria o som... Ou como seria o som daquela banda que víamos uma resenha de um disco na Som Três... Como aconteceu comigo lendo sobre o UFO, Thin Lizzy, Scorpions dos anos 70... Quando chegava o disco encomendado em casa que conhecíamos nas revistas, era motivo de ir na padaria e comprar cerveja para escutar... Olhem a relação que os jovens de hoje tem com a música! É tudo banal, descartável... Baixou, escutou, enjoou e jogou fora...

    Desculpem ter desviado o papo e ter fugido do assunto.

    Bom, amanhã eu viajo para o Rio de Janeiro, cidade maravilhosa, para ver o Yes... E estou muito ansioso por isso. Acredito que os velhinhos irão surpreender!

    Mostrei o lado ruim dos downloads, mas existe o lado bom. E o lado bom são os links mágicos como esse daqui. Aqui tem simplesmente bootlegs de toda a carreira do Queen! Muita coisa da mesa... Shows no Brasil em 81, Argentina... Disco do IBEX - o pré Queen... Rainbown (74), Ears Court (77). Isso vale diamante! Divirtam-se.

    Ao som de We'll rock you fast version

    abraços

    Luciano

    ResponderExcluir
  11. https://thepiratebay.sx/torrent/6345342/

    Luciano

    ResponderExcluir
  12. Caras, quero compartilhar isso. Estou na primeira faixa e gostando muito!

    O velho Thin Lizzy mais vivo do que nunca?! Talvez... Ouçam!

    http://www.classicrockmagazine.com/music_and_videos/black-star-riders-album-stream/

    Abraços

    Luciano

    ResponderExcluir
  13. Você não saiu do tema Luciano....Na verdade foi feliz em todas as suas colocações....

    Ouvir o Queen ( que é a banda de rock que eu mais gosto) me leva a tempos muito bons....Onde havia inteligência e bom gosto em maior abundância!!!!!

    Eu deveria fazer uma verdadeira declaração de amor ao vinil naquele post que o Véio Dead colocou no S.M,....Mas por conta de minhas viagens e correria, não deu tempo!!!! Mas a seu tempo com certeza farei minha homenagem..................Assim como também a seu tempo, farei a devida retaliação à D.Lucy, por ela ter destruído o Black Sabbath neste Buteco!!! ( viu só como ela desapareceu depois que eu dei meu ultimato????)

    Desejo boa sorte a você e aos outros 1799 pagantes neste show do Yes....Vou torcer muito para que você traga boas notícias!!!!

    Véio Dead,,,,Tamo chegando lá!!!!!!!!!!!!

    The Ancient

    ResponderExcluir
  14. ....Juro!!!!!!!!! Nem na Folha e nem no Uol achei uma linha sobre o show do Yes...( se alguém quiser me ajudar!!!!)....Acho que teremos que esperar pelo Luciano!!!!!!!!!!...........Banda de Abertura "Seven Side Diamond?????????????????"

    ....Em tempo....

    "O grupo Black Sabbath desembarca no Brasil para shows no dia 9 de outubro no estacionamento da FIERGS, em Porto Alegre, 11 de outubro no Campo de Marte, em São Paulo, e no dia 13 de outubro na Apoteóse, no Rio de Janeiro. Os shows terão abertura do MEGADETH!!!!!!!!!!!! ( PRECISA DAR MAIS DESTAQUE{?????????).

    Os preços variam de R$ 90 a R$ 500 em Porto Alegre, e de R$ 150 a R$ 600 em São Paulo e Rio de janeiro.".....Capacidade 70.000 pessoas"

    http://guia.uol.com.br/noticias/2013/05/02/black-sabbath-faz-show-em-outubro-no-brasil-confira-precos-e-locais.htm

    THIS IS JUST THE BEGINNING!!!!!!!!!!!!!!!

    The Ancient

    ResponderExcluir
  15. O show do Yes foi noticiado pelo UOL em dezembro.
    http://guia.uol.com.br/noticias/2012/12/14/yes-vem-ao-brasil-para-shows-em-sao-paulo-e-no-rio-em-maio-de-2013.htm

    E ficou todos esses meses na home da página de shows do portal.
    http://musica.uol.com.br/agenda/

    Quem quiser se informar sobre as próximas atrações, é só colocar essa página nos seus favoritos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já adicionei esta página na minha lista de passagem obrigatória. Lucy, muito obrigado pela indicação!

      Excluir
    2. Não por isso.
      Pena que não tem um feed só pra essa agenda de shows.

      No feed de Entretenimento do UOL vem tooooooooooooooodo tipo de lixo junto, que absolutamente não me interessa, e é muito fácil perder uma notícia de show no meio de toda aquela bobajada, assim como nas redes sociais, óbvio.

      Então prefiro deixar essa página na barra de favoritos do browser e dar uma passadinha toda semana. Mesmo que seja super 1.0, não tem como esquecer.

      Excluir
  16. O ancião destrambelhado mexer comigo é uma coisa, provoca a Lucy provoca, ré,ré,ré
    Coitado Lucy eu gosto muito dele, é gente boníssima, de um coração imenso e o melhor tem caráter, não como aquela caterva que já conhecemos querida.
    Ele é meio doidinho coitado e as vz esqueço dos remédios e aí saí umas %#%#$#¨#¨%%&& mas sem brincadeira, vc ainda vai gostar dele tb vai por mim, há,há,há ai meu pai eu se divirto, vou no valvulado, venho aqui vou ali e só me meto onde não sou chamado, aí vem o Aponcho e "PAU!!!!!!" credo isso aqui tá ford, nós lobos estamos em extinção em seu chileno maluco????? Muito cuidado com esse troço aí pode chegar pra lá....ah Gustavo achei mais uma categoria além dessas que o Anc nos deu (soc do anel, exercito de brancaleone e etc) os 3 patetas, que a princípio podem ser vc o anc e eu, e conforme saírem as asneiras e brincadeiras vamos trocando os personagens,tô até pensando em criar um post sobre,rs
    Aí pai hoje tô com a macaca....
    Enjoy!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, ele escreveu -- com muuuuuuitos pontos de exclamação, o que pra mim expressa total perplexidade e assombro -- que ele não achou uma linha no UOL.

      Dito isso, eu não queria que as outras pessoas ficassem com a impressão errada de que essa vinda do Yes ao Brasil não tenha sido noticiada pelo portal só porque ele não viu. Daria muita margem pra teoria da conspiração, do tipo "UOL só noticia sertanejo universitário, mas não fala do Yes"! Sabe? Como se o Yes, porque é superior na opinião dele, ficasse às margens da grande mídia?

      Não é bem assim. Tá na agenda, é grande circuito, o UOL tem que dar.

      Excluir
    2. Apenas para informar, assino SKY e desde abril, nos canais musicais tem um canal do YES. Vc coloca lá e rola todos os sons. Acabei de ouvir The Gates of Delirium...
      Mas confesso que tenho dificuldades de saber dos shows (Wishbone Ash veio e nem fiquei sabendo)...

      Excluir
  17. E quantas bandas e músicos existem e existiram, marcados apenas por uma única composição, um único álbum. E quantos lançaram uma profusão de trabalhos, mas que nunca conseguiram alcançar o sucesso daquele, resultado da perfeita conjunção da inspiração, talento, harmonia e total acerto. Não importa se uma determinada banda lançou um ou muitos, mas deixou sua marca, seu carro chefe. Só de brincadeira, vou soltar uma lista de exemplos:

    Anno Luz: Anno Luz
    Banco Del Mutuo Soccorso: Canto di Primavera
    Camel: Snow Goose
    Caravan: Waterloo Lily
    Diapasão: Opus I
    Emerson, Lake and Palmer: Tarkus
    Focus: Hamburguer Concerto
    Genesis: Trespass
    Jethro Tull: Thick as a Brick
    King Crimson: In The Court of Crimson King
    Le Orme: Felona e Sorona
    Led Zeppelin: Physical Graffiti
    Marillion: Misplaced Childhood
    Mike Oldfield: Tubular Bells
    Palmas: 12 Ciclos
    Peter Gabriel: So
    Pink Floyd: Atom Heart Mother
    Premiata Forneria Marconi: L'isola Di Niente
    Quaterna Réquiem: Velha Gravura
    Recordando o Vale das Maçãs: As Crianças da Nova Floresta II
    Renaissance: Ashes are Burning
    Rick Wakeman: Journey to The Center of the Earth
    Rousseau: Flower in Asphalt
    Rush: Moving Pictures
    Sensitiva Immagine: E Tuto Comincio Cosi...
    Som Imaginário: Matança do Porco
    The Who: Tommy
    Triumvirat: Spartacus
    Wurtemberg: Rock Fantasia Opus 9
    Yes: Fragile

    ResponderExcluir
  18. Minha maior frustração na faculdade de jornalismo, era tentar me fazer entender perante os professores!!

    Toda interpretação que era feita de meus txts, erm equivocadas! Não porque eu usava de uma linguagem rebuscada, confusa ou por demais acadêmica. Pelo contrário, eu sempre escrevia de forma simples e direta.. Pois não escrevemos para nós, mas para quem lê.

    O motivo desse conflito era sempre o mesmo!!! Eles não enxergavam o que eu dizia, porque estavam cegos demais para entender algo que na verdade era mais simples do que imaginavam....

    Cegos pelos seus diplomas, títulos de Mestres, Doutores, pelos diversos idiomas que falavam, pela forma como eram tratados na sociedade, pelas honrarias que recebiam..

    A má interpretação de um texto muitas vezes se dá não porque ele está mal escrito, mas porque o coração de quem lê está contaminado pelos seus valores, retóricas, crenças e ideias já concebidas e formadas...E isso é um dos maiores ruídos em qualquer sistema de comunicação.
    Eu já confessei que odeio o óbvio, e por isso fujo dele em tudo o que faço na vida, mas muitas vezes quem lê o que escrevo só enxerga o óbvio...

    O óbvio para os doutores da lei, para os escribas é mais o caminho mais fácil, pois como eu sempre digo em meus txts, pensar hoje em dia dá trabalho......
    Isto posto..

    Se eu não soubesse a agenda anual de show do Yes, não seria digno de escrever uma linha dessa banda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!....

    Achar que um Ancião como eu, que já escreveu neste blóg páginas e páginas sobre o Yes, e desconhecer a agenda de shows do grupo, e expor isso diante deste exigente público, seria no mínimo um insulto à minha inteligência!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Se até a capacidade do HSBC eu sabia, como desconheceria a agenda de shows?????????!!!!!!!!!!!!!!!

    No mesmo coment eu colei o link com as datas de show do Black Sabbat!!!!!!!!!!!

    O Show foi nos dias 23 e 24 no HSBC, o que eu procurei no Uol de manhã, foi uma resenha, um artigo, uma crítica sobre a apresentação, um quadradinho se quer que falasse mesmo em caráter de notícia alguma coisa sobre o show....Não apenas fotos.!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Como não tenho procuração pra defender o Uol e não devo porra nenhuma pra eles...Pedi sim a quem soubesse de algum link sobre o show, que o postasse neste blog.!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Dizer que o “Yes é superior na minha opinião”, é no mínimo afirmar total falta de conhecimento e entendimento sobre o que escrevo....Acho melhor ler com mais atenção o último post do Yes neste blog, e ver o que o Gustavo escreveu, e depois o meus comentários...Mas com certeza a a banda é maior e melhor que forró e sertanejo
    “Universitário”..!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Quando eu digo que somos os Heróis da Resistência, a Sociedade do Anel, é porque somos uma minoria de guerreiros que acreditam em algo diferente do que a unanimidade crê....Foi isso que eu quis dizer ao Luciano quando ele escreveu que iria ao Show!!!!!!!!!!!!!!!! Porque eu destruí o Yes que existe a 30 anos neste blog no último txt que escrevi sobre a banda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlos, não sei se você é assim mesmo ou se tá tirando uma -- putz, eu não sei interpretação de texto, chama o Ministro da Educação! E independente disso, de qualquer forma, eu não tenho obrigação nenhuma de te conhecer, você ou seu personagem, como seja, e tampouco têm esta obrigação os leitores deste blog.

      E não digo os leitores assíduos, turminha, boteco, conselho de sábios, seja lá como for. Estou falando dos outros e de todo mundo, de todas as pessoas que podem chegar neste blog e podem gostar das postagens, mas não sabem quem é Carlos, o Ancião.

      Quem não tem humildade é você, pra ter toda essa bagagem que você alega ter e, mesmo assim, escrever coisas que podem levar qualquer recém-chegado pelo Google ou link em outro blog ou o que seja a pensar que o UOL não noticiou só porque você não achou, porque você se investe, sim, de toda superioridade, real ou não, não importa, pra induzir os outros ao ERRO de achar que não deu porque Yes não importa face ao lixo comercial que a maioria das pessoas curte e você condena com todo fervor e letras do alfabeto.

      Você é que não tem humildade pra reconhecer e admitir que você tá na internet, senhor, e não na sala da sua casa com meia dúzia dos seus, só com quem te conhece e quem te entende, entenda-se "você" por você mesmo ou sua(s) persona(s) digitai(s).

      Você é que não tem humildade pra digerir o simples fato de que, em qualquer blog público e aberto a comentários, qualquer um pode escrever e interpelar quem quiser, e não e somente quando lhes é dirigida a palavra, como se fosse um tribunal. Eu não preciso esperar ter-me dirigida a palavra pelo senhor pra me manifestar, assim como ninguém precisa.

      Mas eu vou parar por aqui e deixar você induzir os outros a erro à vontade, porque se ninguém vê e se manifesta além de mim, então é porque tá tudo certo, tudo em casa e tudo bem. Não vou mais voltar aqui, pensando acrescentar algo de útil pros outros, quando você, investido de toda a humildade que lhe é peculiar, faz um discurso em causa própria.

      Ademais, como eu não conheço absolutamente ninguém (com exceção do Dead, um pouco), eu devo a todos, e, particularmente, ao dono do blog, o mínimo de civilidade e respeito, que eu espero, sinceramente, não ter abandonado nesse comentário.

      Boa tarde, bom futebol e boa cerveja pra você, senhor.

      Excluir
  19. Ele é um cara muito mais otimista do que eu, e talvez mais jovem......E tem o direito de ver o Yes que destrui, e tirar suas próprias conclusões!!!!! Como eu tirei das vezes em que vi o grupo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Eu colei o Black Sabbath no coment, porque é uma banda contemporânea do Yes, e fará uma apresentação em São Paulo para 70.000 pagantes....Era esse o nível que o Yes deveria estar!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Em 1994 o Monsters of Rock teve um terço do Black Sabbath original, faltou Ozzy!!!!!!!! Por causa disso tocaram às 18:30 e o Kiss sem maquiagem fez a apresentação maior da noite....Faltou Ozzy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Ozzy virou o gigante que virou, e colocou o Sabbath no seu devido lugar , por que apesar de ser assistido por uma excelente empresária, tem algo que Chris Squire jamais teve..Humildade e Carisma!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Por isso fiz o contraste de informações!!!!!!!!!!!!!!! Para estimular à quem acompanha o blog e o que escrevo, que a arrogância e o orgulho é uma merda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Ou alguém aqui acha de verdade, que eu fico discutindo Rush X Cream com o Dead para impor meu ponto de vista??????????????!!!!!!!!!!!!!!!!!! Eu quero mais é provocar o Lobo e os demais acompanhantes desse blog a esbanjar informação e cultura!!!!!!!!!!!

    Quem duvida disso que leia de novo essas discussões e vejam o quanto de informação foi despejada na rede!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Eu quis fazer a mesma coisa com Black Sabbath..........Mas não consegui o mesmo resultado...Pra dar liga tem que estar afinado e ter empatia...Igual uma dupla de cururu!!!!!!!!!!!!!!

    Eu e o Dead já chutávamos a bunda do outro desde a infância...É que a gente só se conheceu agora.....Mas o cururu entre ele e eu sempre existiu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    O tempero que uso quando escrevo tá no meu sangue, na minha linhagem, e provoca para quem lê diferentes sensações...O Dead por exemplo ri.....E muito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Porque acima de tudo, tem bom humor, apesar de tudo o que passa na vida, mantém o bom humor....Quanto custa um sorriso Dead?????????????????????????

    Não vou mais falar de Black Sabbath!!!!!!!!!!!!!! Chega!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Deu enfado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Ser humilde é importante, mas jamais devemos nos humilhar, porque quanto mais você abaixa, mais a bunda aparece!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    E para concluir, eu gostaria de dizer a você Lucy, que nenhuma linha do que escrevi até agora é direcionada a você, pois jamais colocaria o peso destas palavras sobre suas costas...Não seria elegante, educado, cortês!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Seria como dar um tiro na cabeça....E eu tenho que ser coerente com o que escrevo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Essas linhas são dedicadas à todos os Reis e Rainhas que cegam seus olhos e roubam todos os seus sonhos, transformando tudo o que era para ser um Céu em nossas vidas, em um Verdadeiro Inferno.!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Do Fundo do Meu Coração....A todos

    ABRAÇO...........FORÇA............SUCESSO!!!!!!!!!!!!!!
    The Ancient

    ResponderExcluir
  20. Que papo estranho é esse que está rolando no Boteco?
    O mais estranho é que sempre saímos fora do foco da postagem. Por que será? Na maioria das vezes, independente da postagem, novamente discutimos sobre Rush, Cream, Black Sabath e Robert Fripp, mas a postagem em si, acaba por ser esquecida por nós. Desta vez, foi culpa da apresentação do YES no Brasil, rs.
    Mas tentando voltar ao assunto da postagem, peço licença para interromper a discussão e contar que curti este mega álbum generosamente disponibilizado por Gustavo. Entre ontem e hoje, consegui escutar os três CD´s e é uma música melhor do que a outra. São 20 grupos da atualidade, 20 estilos diferentes e todos comprometidos e ligados pelo tema central. Quem tiver tempo e puder ouvir um trabalho gigantesco como esse, recomendo que escutem como se lê um livro.
    Gustavo, mais uma vez, muito obrigado. Confirmando o que comentei por e-mail, estava tentando comprar este Box, mas a o administrador da loja está com dificuldades para o desembaraço de importação.
    Aproveitando, para quem gostar deste álbum, recomendo também conhecer:
    Dante's Divine Comedy
    The Tales of Edgar Allan Poe
    Decameron Ten days in 100 Novellas


    ResponderExcluir
  21. Não tem papo estranho Richard!!!!!!!!!

    Essas coisas acontecem...faz parte do exercício da comunicação escrita....Já aconteceu com você e comigo, com o Luciano e Aponcho, vive acontecendo com o Dead!!!

    Mas que fique bem claro....Nada do que eu disse acima é de caráter pessoal, porque se fosse assim, essa tribuna livre perderia sua essência!!!

    O que importa, é que quem leia este espaço tenha plena clareza das idéias que aqui são expostas!!! E que é óbvio, aproveite as inúmeras fontes de informações aqui postadas, por você, pela Lucy, pelo Dead, Valvulado, Aponcho,Breu...

    Espero que o Luciano tenha entendido minhas colocações, porque também é uma pessoa que estimo muito!!!!!

    Ancient

    ResponderExcluir
  22. ..........desculpem a todos....antes de colocar este post acima, eu não havia lido a resposta da Lucy, que tinha ficado entre o intervalo dos meus comentários...

    De tudo o que ela escreveu a meu respeito, já está devidamente digerido e absorvido!!!

    De tudo o que ela escreveu sobre este espaço e sobre as pessoas que aqui frequentam, eu só tenho a lamentar...

    Acho que você deveria conhecer melhor o Dead, e devolver a ele o mesmo carinho e respeito que ele sempre demonstrou a você dentro e fora deste blog....Eu e o Gustavo sabemos disso!!!!!!!

    Sinceros lamentos deste Ancião

    ResponderExcluir
  23. Fiz minha parte, tentando ajudar de alguma forma, mas não deu. Particularmente, lamento muito, pois esta postagem alegrou minha semana e fiquei na expectativa de chegar logo o final de semana para poder baixar e curtir este presente de Gustavo para todos nós. Queria muito conhecer este álbum do Colossus e queria conversar mais com a turma, mas ninguém manifestou uma opinião sobre o álbum e esse destempero não teve nenhuma relação com a resenha. Tudo bem, entendo que a tribuna é livre e nem sempre uma postagem agrada e emociona todos. De qualquer forma, para mim, o álbum veio, curti e não tenho mais palavras para demonstrar meu reconhecimento pela generosidade de Gustavo. Já tive a mesma alegria através do Som Mutante, Valvulado, Aponcho, Progvintage, Máquina de Fazer Sonhos, Leonardinski e tantos outros Blogs parceiros listados no Ondas e no SM.
    Desejo uma excelente semana para todos.

    ResponderExcluir
  24. Breu e Valvulados, me desculpem por minha falha! Reli os comentários. Por um lapso, passei batido, não prestei atenção que comentaram também ter gostado e irão postar novamente. Este trabalho é mais um que merece mesmo permanecer sendo divulgado, ainda mais agora, com tantas dificuldades para adquirir CD´s importados.

    ResponderExcluir
  25. Camaradas, sinto enorme prazer de frequentar esse espaço. Muito mesmo! Não existe facebook, orkut, ou qualquer outro espaço, que eu me divirta de verdade, mais do que aqui. Adoro o modo como que o Gustavo põe na tela suas emoções a respeito da música que ama... Adoro o modo como o Carlos põe na tela suas emoções e experiências vividas a respeito de sua trilha sonora de sua vida... E gosto muito do que os outros companheiros escrevem, sobre suas experiências e emoções pessoais. O Carlos escreveu certa vez que esse espaço merece estar limpo, devemos cuidar bem dele, e isso que acho está faltando. - Lucy, vou lhe pedir um favor: (Pode ser que seja uma impressão minha individual, mas acho que esse espaço ficou desarmônico.) "- Portanto, não desestabilize esse esse espaço... Desde seu primeiro post, percebi um efeito desestabilizante, intencional ou não, ele esteve presente. Todos aqui frequentam por prazer, para se divertir, para compartilhar suas emoções desencadeadas pela música... todos aqui já ficaram amigos, são pessoas que gostariam até de se conhecer pessoalmente... Então os novos integrantes que aqui vierem, acrescentarão positivamente, se compartilharem desses mesmos interesses! Se estiverem nadando contra esse rio, eu só tenho a lamentar.

    Carlos, jamais lhe interpretarei mal, meu velho. Não se preocupe com isso. (hehe) No próximo post eu vou relatar a experiência de ter visto o Yes.

    Do fundo do coração, um abraço a você e a todos.

    Luciano

    ResponderExcluir
  26. ,,,,Honestamente, meu amigo, você com essas linhas conseguiu fazer minha semana muito, mas muito melhor mesmo!!!!!!!!!!! De um cara íntegro como você, eu não poderia esperar outra postura!!!!

    Realmente gostaria muito de ouvir suas impressões sobre o show!!!!!

    Richard....Me aguarde no próximo post!!!!

    Abraço a todos!!!!!

    The Ancient

    ResponderExcluir
  27. E que venha o próximo post! Com a Turma do Funil em peso de ouro. Declaro que sou mais um participante que também foi recebido de braços abertos por você e Guatavo. Vez em quando concordamos, outras não, mas sempre com estima, respeito e principalmente RECONHECIMENTO.

    ResponderExcluir
  28. Meus amigos,

    Antes de qualquer coisa gostaria de agradecer a participação de todos que sempre tem acompanhado e naturalmente enriquecido as resenhas, pois isto é um fato incontestável, e eu realmente quero agradecer muito a todos, entretanto, gostaria de pontuar alguns aspectos:

    a)A “Tribuna é Livre” e não há censura prévia, porém não é irresponsável e cega......

    b)Acredito muito no “livre arbítrio” de todos opinarem, pois “opinião” é igual a “bunda”,........ cada um têm a sua..... e isto não tem como ser diferente... portanto, ficar discutindo o “sexo dos anjos” não é uma tarefa muito promissora.....

    c)As desavenças são normais, porém acho que o bom senso tem que prevalecer, pois se o “YES” de hoje em dia já não esta valendo muito a pena brigar por ele, imagem brigar pelo UOL, por conta daquela ridícula “matéria paga” que eu me dei ao trabalho de ir ler e que só se presta a dar os valores que o cidadão vai desembolsar, pois de conteúdo que é bom, não há absolutamente nada,.. um histórico sobre novos membros então, nem se fala...... então, brigar por isso realmente vale a pena??

    d)Em especial esta resenha foi produzida para abrir um leque de possibilidades de novas bandas, das quais eu mesmo só conhecia umas duas ou três, mas com exceção de uns dois ou três comentários a respeito, os demais saíram totalmente do foco, o que eu acho ótimo culturalmente falando, pois abre a possibilidade de novos conhecimentos e horizontes, porém, eu fico um tanto desnorteado se realmente vale a pena abrir espaço para bandas tão desconhecidas ou ficar no eixo setentão, onde ainda há um universo inteiro a ser explorado....

    e)Por ultimo, peço desculpas a todos por minha ausência destes comentários, mas por razões óbvias deixei para entrar no final apenas para catar os cacos e juntá-los com cola, para ver se no final, o “Vaso” ainda fica de pé........

    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. (Comentário revisado e ampliado)
      Gustavo, quero comentar apenas sobre os itens (d) e (e), nos quais também me incluo e que toca somente o assunto da resenha:
      Não considero que há motivo para não postar algo que te emociona, seja de qualquer rótulo ou tempo. Não há porque ficar desnorteado. Basta ler todos os comentários, que você irá encontrar vários que aplaudiram sua postagem. Embora não de forma ampla, houve reconhecimento e incentivo, portanto, só tenho a dizer algo semelhante a que já disse para pessoas muito queridas, em várias situações assim:
      Tente ficar mais feliz pelo reconhecimento do que desapontado pela indiferença.
      Quanto ao item (e), nós não somos vasos, mas pessoas. Somos capazes de aprender com os próprios erros e consertar cada um deles. Você não tem porque desculpar. Nós é que temos que, mais uma vez, agradecer.

      Excluir
  29. Nós somos de uma geração em que o vaso trinca, mas não quebra, consequentemente vai ficar sempre de pé!!!!!

    The Ancient

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlos, nada como dois, três dias pra esfriar o sangue e refletir. Desculpa, eu me excedi com você. Acho normal que nem todos os contatos virtuais virem amizades e que não se pode agradar a todos a todo momento e que haja discordâncias, etc, assim como afinidades mais fortes e outras menos.
      Mas reconheço que me excedi de modo particular com você e, com isso, porque vocês são um grupo coeso há bastante tempo, resvalou pra todo lado em maior ou menor grau e isso também não foi nada "bonito".
      Me desculpe mesmo. E espero que isso não atrapalhe o quanto você (e os outros "peladeiros") gostam desse lugar. Espero que continuem desfrutando do mesmo jeito, senão mais.
      Explosões acontecem, qualquer um está sujeito. Mas quando rolam, acentuam o que a gente tem de pior, nisso não sou diferente da maioria das pessoas...
      Enfim, sem mais delongas, me desculpe.
      L.

      Excluir
  30. Gustavo, mais uma vez, muito obrigado. Também lamento pelo não merecido desinteresse, mas espero e gostaria de continuar tendo a chance de divulgar e também conhecer novidades, sejam elas provenientes de tesouros perdidos da década de 70 ou atuais. Um abraço.

    ResponderExcluir
  31. auuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  32. Queridos participantes, ainda está em tempo de perceber algo muito maior que a resenha e nossos papos aqui. Este trabalho desenvolvido pelos franceses da Musea Records e pelos finlandeses da Colossus, reúne músicos da ATUALIDADE E DO MUNDO TODO. Temos inclusive participantes brasileiros, reconhecidos somente pelos estrangeiros. AETHER E INDEX. É pouco? Sim, é pouco, mas já é alguma coisa e eu sinto orgulho por eles estarem lá. Encerro por aqui meus comentários para esta postagem. Até a próxima, mas desde que sinta estar em meu alcance contribuir de alguma forma. Estas paredes não falam, mas tem olhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo,

      Quando eu publico uma resenha de um álbum, em primeiríssimo lugar, é porque ele realmente me estimulou a isso, ou seja, me emocionou e fez valer cada linha escrita, o que não foi diferente neste.

      Para toda e qualquer resenha que faço, eu nunca espero aplausos ou reconhecimentos e talvez, eu tenha me expressado mal com a palavra "desnorteado", mas o fato é que realmente eu gostaria de ter tido um feedback sobre as bandas e não sobre a resenha em si....

      O texto é só o "mote" para tentar estimular a alguém escutar o álbum se não o conhece e caso o conheça, a emitir a sua opinião, o que aliás para mim, independente de ir ao encontro ou não do que penso, sempre acrescenta alguma coisa, pois para mim o aprendizado é contínuo e como o envolvimento com este grupo tem sido muito forte e produtivo, os diversos comentários que são feitos transformaram-se em uma fonte de conhecimentos e detalhes sobre música, que muitas vezes, não está publicado em livro algum...... e foi isto que me motivou a escrever erroneamente, a palavra “desnorteado”.

      Bicho, do fundo meu coração, eu nunca lidei muito bem com esta coisa de “vaidades” e principalmente aqui no blog, que é um local que eu prezo muito, pois este é exatamente o lugar em que eu não preciso vestir nenhuma fantasia, não preciso representar nenhum papel e faço questão de assinar o meu próprio nome, pois aqui eu considero que realmente ele é um “boteco virtual”, muito familiar, só com amigos, sem “bebuns” ou “peladeiros”, portanto, sem espaço para este tipo de sentimento, tanto de minha parte, assim como a de todos que aqui frequentam.

      Eu a rigor eu nem ia comentar nada nesta resenha que de tudo teve um pouco, mas em fim, é duro ver este tipo de situação e não se manifestar, deixar passar em branco e quando me referi ao “vaso” eu não estava falando das pessoas, mas sim do ambiente e da situação criada por um motivo no mínimo, “torpe” e sem sentido, e em meu entendimento é uma “situação” que não leva a lugar algum, pois cada um seguirá com “sua” verdade seja ela qual for.


      Aproveitando, Ricardo, li a sua resenha sobre o show do Yes e fico muito contente que o show tenha sido muito do seu agrado, pois como já pude perceber, você tem o gosto muito apurado, então , se está dizendo que foi assim, para mim é o que basta.

      De toda forma eu gostaria de perguntar algo que li no Facebook e que deixou a nossa amiga, Luciana do PRV, muito revoltada com comentários deixados em seu perfil, que o show (acho que foi o de SP) ter sido muito ruim, deprimente e que teve até playback de algumas passagens de teclado...... Isso procede???

      Não estranhe essa pergunta, mas se você desse uma chegada lá no “LEONARINSKY”, ele próprio estava metendo o pau no show, o que logicamente me deixou muito triste e aborrecido, porém a resenha foi retirada do blog por alguma razão que eu desconheço, por isso, a minha curiosidade com esta pergunta.

      POR ACASO, ALGUÉM LEU A RESENHA DO LEONARDSKY SOBRE O SHOW DO YES NO CHILE????

      Velhão, um bom feriado...

      Abraços,

      Gustavo

      Excluir
    2. Ricardo,

      Perdoe a minha "demência", mas a pergunta sobre o YES era para o "Luciano" que foi no show do YES no Rio....

      Se por acaso você tiver ido ao show, a pergunta continua valendo.....

      Abraços meu velho,

      Gustavo

      Excluir
    3. Pô Gustavo, foi só uma troca de nomes. Não há o que desculpar. Quem vem acompanhando os comentários, sabe que aonde se lê Ricardo, é Luciano. Fique tranquilo.
      Quanto ao show do YES, confirmo que não fui e não tenho comentários.
      Em relação ao álbum do Colossus, tenho vários e todos seguem a mesma conduta. Cada grupo entra com seu próprio estilo, mas seguindo determinados critérios sobre o tema escolhido. Os artistas precisam entrar no clima e buscar inspiração e deve ser um trabalho fantástico. Imagino que um grupo inspira o outro e as músicas vão se ligando, como se estivessem formando uma enorme construção. Estou na expectativa de novos lançamentos e vez em quando verifico sem tem novidades na página da Musea Records.
      Forte abraço!

      Excluir
  33. O link era este aqui: http://leonardinsky.blogspot.com.br/2013/05/el-triste-ocaso-de-una-leyenda.html

    ResponderExcluir
  34. Prezados Capitães e Navegantes

    Eu já afirmei nesta casa,que Buteco não tem regra,.....Tem que ter norma de conduta e respeito, mas em “via de regra, não tem regra”....

    Por causa disso, resolvi, face à tudo o que foi dito nest post até o momento, fazer uma releitura de todos os coments dos últimos posts...

    Ver o que escrevemos, o que colocamos, a forma como nos expressamos, de que forma somos compreendidos, quais são as verdadeiras intenções...

    Devo que foi um excelente exercício, porque quando estamos dentro do Buteco, queremos falar de tudo, expor nossas ideias e ponto de vistas! Os ânimos normalmente ficam exaltados!

    De certa forma, sempre queremos ter razão!!!
    Devo também admitir que outro fator que motivou-me a fazer essa mini varredura, foi o último post que meu irmãozinho Luke fez, e que acabou balançando muito com esse Velho Ancião (desculpem a redundância) ao ponto de fazer uma série de reflexões!

    Primeiro ele lembrou que eu disse uma vez que devemos zelar pelo nosso local e mantê-lo limpo!!!!! E eu fui ver quando escrevi isso, e em que circunstancias isso foi dito.

    Depois ele falou que aqui é um lugar para nos divertimos... e Diversão de Verdade!!!!

    Fuçando mais neste emaranhado de opiniões, vi o Richard falar que mal consegue esperar o próximo post, e que este local hoje faz parte da sua rotina (minha mais do que nunca)

    E por fim, lembrei-me do filme do Homem Aranha, onde o tio Bem fala para Peter Parker, que por trás de um grande poder, vem uma grande responsabilidade....

    Pronto, essa composição de ideias fizeram o ingrediente final para tudo o que vou escrever adiante.

    As nossas aspirações são as mesmas, os gostos, (em diferentes níveis é obvio) também são os mesmos. Mas todos tem em comum um exigente padrão de qualidade, que sempre acaba com a seguinte máxima...

    ”Queremos cultura com qualidade!!!!!!!!!!!”

    E quando começamos a expor essas aspirações em discussão (e eu mais do que nunca me incluo neste meio) passamos sim a ter uma grande responsabilidade. Não para conosco, mas para quem passa por essas águas.....

    Se o Focus é uma banda que eu não conheço, é um mero detalhe, pois a quantidade de informações e referencias que eu fiz, são mais preciosas do que minha ignorância em relação à banda.

    Se o Richard discorda de uma resenha do Eloy, pouco importa...O que vale são as fontes de informações e justificativas que ele deu para validar seu argumento.

    Se o Véio Dead pega a metralhadora, e começa a disparar pra tudo quanto é lado...So what?? É quando ele dá a todos suas aulas de vida e história.

    Eu queria poder entrar na Globo ao vivo, e dizer o que penso do Jornal Nacional...Isso jamais possível (pelo menos nesta vida!), mas nesta casa, no Som Mutante, no Aponcho, no Valvulado, no Progrock não!!!!! Nós temos a liberdade de entrarmos a hora que quisermos e expressar nosso pensamento.

    Em cada uma dessas linhas, que li, o que mais me chamou a atenção foi a coerência cultural e fontes de pesquisa que são citadas....

    O que temos em nossas mãos é um mecanismo que proporciona diversão sim, mas com responsabilidade!...Um homem, uma palavra!

    Eu me divirto neste espaço, porque sei que de alguma forma estou também contribuindo para termos uma sociedade mais culta...

    Como o Richard também disse...”O que escrevemos está aqui, gravado, fica pra história”, e se não serve pra nada hoje, talvez um dia seja fonte preciosa de estudos, porque de alguma maneira, estamos assumindo uma posição de historiadores.....

    Quem quiser validar nossos argumentos, que escutem a música que ouvimos e pesquisem nossas fontes e referencias. Então nos julguem.

    Voltando novamente ao Focus, eu quase caí da cadeira quando o Mano Véio postou sobre a banda, e pensei comigo...

    “Eu não posso simplesmente entrar no Buteco e falar para esses caras que eu nunca ouvi o Focus, é preciso justificar dando uma margem muito boa de contribuição para quem acompanha o blog regularmente”......

    cont...

    ResponderExcluir
  35. Funcionou???? Não sei, porque acabei sem querer atingindo um dos meus amigos neste espaço....Nem sempre acertamos!!! Mas a dignidade e respeito que sempre tivemos, permitiu que nos acertássemos aqui e fora do Buteco. Às vezes dá certo, às vezes não..............

    E essa sempre foi a minha linha de atuação em tudo o que escrevi aqui até hoje!

    Se falo pro Dead achar uma música dos Smiths melhor que Flores Astrais, é porque eu quero que, quem esteja lendo esses coments, procure saber quem foram Os Secos & Molhados, e o que eles representaram na história de nossa música.
    Só em sonho para acreditar que esse Lobo Veio e ranzinza vai ficar revirando sua toca para ouvir os Smiths!!!!!!!

    Quando escrevo que no site tal não tem uma linha sobre o show de um determinado grupo, é porque pro nível de qualidade e exigência que temos sobre informação e cultura é muito pouco o que se fala a respeito nos meios habituais de comunicação...

    Belo exemplo é esse sobre o show do Yes...Eu li as observações do Luke, tentei acessar o link do Leosky, mas não tá abrindo...

    E aí???? Onde mais teremos as informações que queremos, da forma como gostaríamos de tê-las???

    O Valvulado fez mais do que publicar um post do Rush e outro do Ginger...Fez uma homenagem ao Velho Lobo, assim como também já tinha feito para esse Buteco recentemente....

    Pra quê???????? Pra fazer média??? Lógico que não, porque ele acredita naquilo que põe no seu Blog....Ninguém aqui faz nada por algo que não acredita....Nós escrevemos e expressamos conforme nossa linha de crença e conduta.

    Qual seria exatamente a somatória de acessos que essa intricada teia de blogs possuem??Isso é o que importa na verdade! A propagação daquilo que acreditamos....

    A escolha desta ou aquela banda é mera casualidade, questão de gosto.....A música é só um pano de fundo, uma mera alegoria!!

    O Aponcho listou cinco bandas em um único post....... Só pra ele????

    Claro que não!! Mas com a intenção de mostrar que existem novas alternativas de cultura, de ritmos, de tendências, e que não ocupam o espaço que merecem nas mídias “cabeças e especializadas...” Mas tenham certeza, essas bandas jamais estariam ali, se não estivessem dentro do seu elevado padrão de exigência e qualidade.

    Porque como foi muito bem dito pela Lucy , o que escrevemos não é apenas para uma minoria fechada, mas sim para todas as outras pessoas que podem chegar neste blog, e que podem ou não gostar do escrevemos.

    Como nestes dois anos em que frequento esse espaço, nunca vi nenhum post desaprovando nossa linha de raciocínio básica que é:

    ResponderExcluir
  36. MELHORES MEIOS DE CULTURA POR UMA MÍDIA MAIS DESCENTE E MENOS TENDENCIOSA.

    Eu gostaria de encerrar esse coment dando a todos vocês os meus mais sinceros parabéns, pelo esforço, pela luta, pelo tempo dispensado..........Não a nós, os Membros da Sociedade do Anel!!!

    Mas para esse sem números de Capitães e Navegantes que passam por essas águas à procura de algo maior e melhor do que o óbvio que é mostrado exaustivamente nos meios convencionais de comunicação.

    Obrigado a todos vocês meu amigos! E à você Gustavo por ter me recebido bem neste Buteco, e ter dado a mim o melhor título que já recebi em minha vida..Mestre Cervejeiro!!!

    Obrigado por serem muito maiores e melhores que o Jornal Nacional.....Porque na casa de vocês sempre fui muito bem recebido para expressar minhas opiniões e a forma de ver os duros caminhos que enfrentamos hoje em dia.

    E se algum Capitão ou Navegante que passar por estas águas, tiver alguma coisa a dizer ou divergir de algum ponto de vista colocado por nós, fiquem à vontade, porque se isso fosse um clube fechado, estaríamos trocando e-mails......

    Lucy, confesso que seu pedido de desculpas foi uma grata surpresa neste dia, e saiba que jamais farei colocações nesta casa de cunho pessoal, porque nosso compromisso será sempre com aqueles que acessam essas páginas..

    O Dead, O Gustavo, o Richard tem meu e-mail pessoal, e qualquer coisa que você quiser expressar um dia a meu respeito fora da linha de discussão neste blog, fique à vontade...Da minha parte isso é página virada, tá tudo certo, assim como será com qualquer um que frequente essa casa.

    A TODOS VOCÊS DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO!!!!
    ABRAÇO....FORÇA....SUCESSO

    The Ancient

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Carlos,
      O que vale para mim, é a lembrança da primeira semente que você e Gustavo lançaram quando entrei aqui pela primeira vez, somente para agradecer por uma postagem. Isso já tem um tempinho, você deve recordar. Estas sementes que vocês lançam ao receber todos de braços abertos, é que deu origem ao Boteco. Portanto, é o que vale a pena ser registrado. Tudo o mais que se desenrola, faz parte da convivência em grupo. Rolam debates, brigas, discussões, mas que devem ser mantidas num plano muito acima das raízes fortes que se formaram aqui. Todos nós estamos em pleno aprendizado e às vezes sentimos as dores do crescimento, mas este espaço está formado e vamos colher bons frutos.
      Muito obrigado e parabéns a você, Gustavo e a todos os participantes.

      Excluir
  37. Gustavo, você não confundiu não? Eu escrevi uma resenha do show do Yes do Rio lá na última postagem do Yes aqui no seu blog!

    Quanto esse lance play back, acho que é invenção de alguns. Não percebi nenhum sinal de play back no show do Rio! Vou te passar uns vídeos em qualidade mediana para boa, para você fazer um julgamento pessoal.

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=fUk_u8Gr65U (Siberian...)

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=hn7B7diXTzI (Starship...)

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=lAZvVPlKWYQ (perpetual....)

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=nO21MrxMSgU (Yours...)

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=CI3LB5UQRYU (and you and i)

    Aqui uma resenha muito boa feito por um Jornalista de alguma cidade.

    http://www.geekmusical.com.br/index.php/2013/05/29/yes-conquista-coracoes-proggers-em-turne-saudosista/

    E a minha resenha está lá no post do Yes - o último!

    Abraços

    Luciano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano,

      Desculpe minha demência, mas eu fiz uma puta confusão...., "coisas de velhinhos", então velho, quer dizer que este papo que está rolando sobre o show do Yes não é verdade né???

      Eu cheguei a ler um dos "coments" lá no LEONARDSKY, nada favoravél ao que ele tinha publicado e acho que pode ter havido algum problema maior, a ponto dele tirar do "AR" a sua resenha, que na verdade não estava esculachando a banda, mas sim se lamentando ......

      Mais uma vez, me desculpe pela "trapalhada".....

      Abraços,

      Gustavo


      Excluir
  38. Gustavo,

    Os vídeos que postei acima, estão em qualidade mediana para boa, vale a pena assisti-los. Como eu disse, achei que o Geoff Downes se atrapalhou um pouco no solo de "close to the edge" e "Roundabout", mas mandou até bem em Siberian Khatru. Não sei a palavra mais adequada para descrever o modo como ele toca, mas por falta de uma palavra melhor, acho que falta a ele leveza. Ele imprime uma mesma velocidade e sai atropelando (ou quase isso as notas). rs Mas quem disse que ele usou play back acho que está fantasiando.

    Abraços

    Luciano

    ResponderExcluir
  39. Pr mim pode ser sem gelo agora......brg.
    Qto ao Smiths eu não procuraria seu velho gagá prq tenho memória fotográfica e audição além do normal, acho até que o demolidor foi inspirado em mim, e pretendo processar o stan lee; but sobre eles eu saberia qual música seria ou não deles, como sei qual música está em um dos 56 lps do Chet Baker que possuo, sou assim fer o que e meu médico mandou nunca chegar perto de drogas prq nasci cheirado segundo ele, e se usasse explodia.
    Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!

    Ô gustavo para de frescura para!!!!!!!!! Todos aqui te amamos uns mais outros menos, ou vc acha que eu saíria de minha toca pra vir aqui passar nervoso pra discutir sandices com alguns e ler histórias legais com outros não fosse tb por vc?
    Pode não valer nada, mas vc é a razão de estarmos aqui e os desmiolados dos meus afilhados do Valvulado ídem, a Luciana eu sou apaixonado desde séculos atrás e a Lucy nem sei o qto gosto dela.
    O Ricardo virou meu comparsa e o Luciano com sua seriedade éo mediador,rs qdo leio ele vejop que extrapolei faz é tempo. Já o Anc é um caso de amor entre dois seres que se respeitam e tantos que por aqui passam.
    Só no Tull no SM passamos de 600 visitas diretas nele e no Rev Willians que postei hoje passou de 56 agora pouco, mas o pessoal nunca foi de falar muito por lá e respeito e mesmo assim tem quase 4 mil comentários.

    Gustavo, fica em paz prq se vc pisar na bola vc tá fudido, ré,ré,ré, mas tb nossa ligação sempre foi boa conte comigo, e vamo pro pau.
    Enjoy again!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails