16 de jul de 2012

JON LORD - "Morre o Mago dos Hammonds" - 1941/2012

Essa é uma resenha que eu não gostaria de estar fazendo, mas deixar passar em branco não dá, portanto, é com muito pesar que eu quero deixar registrado aqui no blog, o falecimento de Jonathan Douglas Lord, ou simplesmente como foi mais conhecido, “Jon Lord”, aos 71 anos, no dia 16 de junho de 2012. 

O mundo do rock está de luto, pois uma “lenda viva” se foi, deixando uma legião de fãs e admiradores em todo o mundo, órfãos de uns dos melhores, senão o melhor tecladista de órgãos Hammond de todos os tempos, além de perdermos também uma figura carismática e das mais queridas do meio artístico musical, pois como seu nome já prenunciava, era um verdadeiro “Lorde”

Jon Lord deixa um legado musical invejável, digno somente dos grandes expoentes da música e que com muita inteligência e talento, soube mesclar as diversas vertentes musicais que o fascinavam, indo da música clássico ao rock, passando pelo blues e pelo jazz com uma naturalidade e facilidade que se tornaram a sua marca registrada, deixando seu versátil estilo de compor e executar suas músicas, único, bem como era um mestre do improviso, dando sempre um show à parte em todos os palcos em que se apresentou. 

Ele passou por diversas bandas, como o “Flower Pot Men”, “Paice, Ashton & Lord”, “The Artwoods”, “Whitesnake” e o “Deep Purple”, onde foi um dos fundadores em 1968, permanecendo junto ao grupo até 2002.

Quem gosta de música, com certeza está muito chateado com este acontecimento, que é terrível sob todos os aspectos, mas a vida tem que continuar e principalmente porque o rock não para, o melhor é guardarmos em nossas mentes as melhores imagens e sons do “Mago dos Órgãos Hammonds” e torcer para que alguém com coragem apareça para prosseguir com seu magnífico trabalho. 

ADEUS JON LORD!!!!!

Momentos mágicos de Jon Lord:

"Jon Lord Keybord Solo ~ Lazy 1999"

"Burn - Live at the California Jam, 1974"

"Jon Lord and Rick Wakeman - It's Not As Big As It Was"

8 comentários:

  1. Não tem como medir o tamanho da perda que o grande mestre dos teclados irá fazer... É uma lástima muito grande! Eu sempre em conversar com amigos ouvindo os grandes mestres da música questiono: O que será da música quando esses "velhinhos" nos deixar? Fica a pergunta e uma grande dor no peito. Que Deus o acolha!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro amigo,

      Esta perda é irreparável e como você bem disse, é mais um "Velhinho" que se vai e, não há menor chance de ter um substituto a altura dele.....

      Vamos ter que nos acostumar, assim como nossos avós e pais tiveram que fazer em sua época quando os grandes nomes nomes da música clássica se foram..... apenas lamentar a perda e continuar a escutar suas maravilhosas obras para sempre.....

      Grande abraço,

      Gustavo

      Excluir
  2. Grande resenha, Gustavo, e uma grande perda para o mundo musical. Jon Lord foi isso tudo que vc falou. Interessante que até onde pude acompanhar, ele chegou um ponto que deixou os sintetizadores de lado, mostrando que era mesmo um amante do hammond orgão.

    A fase dele com o Deep Purple, mormente até o ano de 1973, é memorável, estupenda!

    Interessante, é que há duas semanas atrás, ouvi seu disco, "Before I forget", que há tempos eu não escutava.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Roderick,

      Como disse logo acima, a perda é irreparável,pois um grande "mestre do Hammond" se foi e pelo visto não deixou pupilos para continuar sua obra que cada vez mais aprofundava-se na música clássica....

      O álbum, "Before I forget" é ótimo.... um dos melhores de sua carreira solo.....


      Um Grande abraço meu amigo,

      Gustavo

      Excluir
  3. Eu também sinto uma dor no peito, a cada passagem de uma lenda como o John. Ninguém aparece para substituir à altura os grandes músicos dos 60's e 70 's. Fico pensando o que será dos shows internacionais de Rock Clássico daqui há uma década ou pouco mais que isso... Aquela sensação gostosa de esperar um disco novo de sua banda clássica antiga preferida chegar nas lojas... O que nos resta é escutar e relembrar o quanto esses caras foram fodas! E Tomara que as gravadoras usem sua criatividade para presentiar os fãns com lançamentos caprichados das bandas antigas e de músicos falecidos... Que Deus dê uma nova e encantadora missão ao Lord no Ceu.

    Luciano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós estamos exatamente passando por uma entre safra musical, onde uma grande massa de inteligência musical esta se findando e não está sendo substituída na mesma proporção, causando uma desagradável sensação de orfandade, pois foi-se um grande um músico que deixou um espaço vazio e que por muito tempo não será preenchido....

      Esperar alguma atitude inteligente das gravadoras é algo que eu não acredito.....

      Acho mais fácil encontrar alguma atitude no âmbito dos blogs, pois neles não há o interesse comercial e sim o intelectual.......

      Abraços,


      Gustavo

      Excluir
  4. Falou tudo meu caro!

    E viva os blogs, os saborosos bootlegs, os vastos materiais raros, e as inteligentes trocas de conhecimentos e de análises musicais. Abraços,

    Luciano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A única saída, para saciar a nossa fome e sede de música, realmente são os blogs que não tem compromisso com o dinheiro, apenas com a cultura, e são eles que ainda vão suprir nossas necessidades por muito tempo......

      Abração,

      Gustavo

      Gustavo

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails