4 de mar de 2012

KANSAS - "Mayhem Symphony" - 1976

Há muito tempo não postava nada do Kansas que é uma das bandas que mais admiro, portanto, o bootleg, “Mayhem Symphony”, gravado em Pittsburgh, PA, USA em novembro de 1976, está sob medida para eu me redimir desta falta. 

O período do show não poderia ser melhor, pois a banda estava em franca ascensão, com sua formação clássica ainda muito sólida, com um poder de atração muito grande entre o grupo e seus fãs, fazendo o que mais sabem fazer, tocar, e muito. 

Já li algumas resenhas esculachando a banda, sendo taxados de produzirem um progressivo rural, por conta de suas origens “caipiras”, mas sinceramente, acho tudo isto um bobagem, pois o Kansas é um dos expoentes do rock progressivo e talvez o maior dos EUA em todos os tempos. 

Este bootleg duplo está recheado com as melhores músicas que haviam produzido até então, extraídas dos álbuns, “Kansas”; “Song for America”; ”Masque” e “Leftoverture” para completar o elenco de músicas. 

Fora isto, este show teve a participação especial da banda, “Ambrosia”, um quarteto de Los Angeles, USA, que faz um progressivo pop, bem elaborado e suave e que curiosamente foi descoberto pelo Maestro, Zubin Metha, fato este que impulsionou sua carreira até 1982, quando entraram em depressão, pelo insucesso de seus trabalhos. 


Algumas músicas deste show merecem um destaque e eu começo de cara com “Carry On Wayward Son” que abre o espetáculo e levanta qualquer defunto de plantão, por ventura presente, sem duvidas alguma, é o hino da banda, para em seguida emendar em “Icarus-Borne On Wings Of Steel” que é uma obra de arte. 

A seqüência eletrizante de “Lamplight Symphony” com “The Wall” é outro ponto muito forte do show, pois há uma magia sinérgica muito grande entre as duas músicas que realmente lava alma e emociona. 

Neste momento, a música, “Dust in the Wind” ainda não existia, pois só seria lançada mais ou menos um ano depois, porém, “Lonely Wind”, uma bela baladinha, praticamente cantada "A Capella”, fez a festa para os presentes. 

A incendiária “Miracles Out Of Nowhere” sempre dá o tom festivo ao show, empolgando e levando ao delírio os fãs da banda e para finalizar não podemos nos esquecer da quase marcial, “Magnun Opus” que é outra referencia da banda. 

Eu já estava esquecendo uma música que para os americanos é fundamental, ou seja, estou me referindo a “Song For America”, que realmente é muito boa por natureza, independente de seu tom um tanto nacionalista. 

Finalizando, depois de tanta verborragia, recomendar o álbum é até uma redundância, mas mesmo assim, me sinto na obrigação de recomendá-lo muito a todos, pois ele é uma boa oportunidade para estar em contato com uma música de primeiríssima qualidade.

ALTAMENTE RECOMENDADO!!!

Kansas:
Phil Ehart / drums, percussion
Dave Hope / bass
Kerry Livgren / guitar, keyboards
Robby Steinhardt / lead vocals, violin, viola
Steve Walsh / lead vocals, keyboards, vibes
Rich williams / acoustic & electric guitars


Tracks:
Disc 1 .
01. Intro
02. Carry On Wayward Son
03. Icarus-Borne On Wings Of Steel
04. Down The Road
05. Good Evening Introduction
06. Mysteries And Mayhem
07. Lamplight Symphony
08. The Wall
09. Introduction
10. Lonely Wind
11. What's On My Mind
12. Miracles Out Of Nowhere
13. Guitar Solo
14. Child Of Innocence
15. Introduction
16. Keyboard Improv/ Drum Solo / Magnum Opus
Disc 2 .
01. Song For America
02. Violin Solo
03. Cheyenne Anthem (Ending)
04. Belexes
05. Interview with Band Members [Bonus Track]
06. Make Us All Aware (Ambrosia)
07. Can't Let A Women (Ambrosia)
08. Holdin' On To Yesterday (Ambrosia)
09. I Wanna Know (Ambrosia)
10. World Leave Me Alone (Ambrosia)


LINK
"Carry On Wayward Son"

"Lamplight Symphony"

"Miracles Out Of Nowhere"

5 comentários:

  1. Eu adoro o Kansas! O primeiro disco é o melhor de todos na minha opinião, mas o Masque e o song for america são espetaculares. Aliás acho que isso pode-se estender aos 5 primeiros discos deles. Não sei se continuam na ativa, bom, seria uma pedida e tanto para voltarem ao Brasil... Rock progressivo internacional no Brasil atualmente é coisa raríssima! Quando tem alguma banda por aqui é motivo para soltar uma caixa de foquetes não é pessoal? E o motivo de amanhã para isso amnhã em BH será o Focus!
    Abraço

    --
    Luciano

    ResponderExcluir
  2. O Kansas é uma das minhas bandas preferidas e realmente até o álbum Monolith fizeram um progressivo de primeira.......

    Neste próximo Domingo, vou assistir a banda de progressivo "By the Pound" ai de BH, fazendo covers do Genesis no Rio Prog Festival......

    O Focus estará aqui no Rio no próximo dia 14/3, deve ser um showzão.......

    Abs,


    Gustavo

    ResponderExcluir
  3. Gustavo, você como um grande fã do Genesis irá gostar da galera do By The Pound! Assisti apenas uma apresentação deles - apesar deles serem daqui as casas dão pouco espaço para eles. O vocalista é ator de teatro e sabe incorporar perfeitamente o Peter Gabriel! E a banda é muito boa, com destaque para o guitarrista e tecladista! Quanto ao Focus, não perca o show deles, pois o nosso querido antigo progressive rock está acabando!

    abraço

    Luciano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou deixar uma palinha do Focus em BH ontem que achei no youtube para quem quiser conferir!

      http://www.youtube.com/watch?v=7nwegc9e2K0&feature=autoplay&list=UUQsPBP4NhR5fSXxanOPEvqQ&lf=plcp&playnext=1

      Luciano

      Excluir
    2. Bicho,


      è muito legal mesmo poder estar perto deste clima que só progressivo proporciona......

      Hoje é dia de By The pound aqui no Rio e se for possivel, eu posto alguma vídeo aqui no blog.......

      Abraços,


      Gustavo

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails