31 de jan de 2012

Centenário de José Theodoro Pires Jr.

"Nascia em 07 de dezembro de 1911 um grande homem e no dia 07 de dezembro de 2011, vamos lembrar com emoção o centenário de nascimento do grande cidadão muriaeense José Theodoro Pires Jr. conhecido carinhosamente, por todos como Zé Pires

Foi um homem vocacionado para liderar e, numa época em que ainda não se falava em empreendedorismo, Zé Pires foi daqueles que avançaram em seu tempo, deixando um grande legado, talvez o maior deles, um extenso currículo de exemplos de trabalho, ética e parceria que construíram obras e serviços que ainda hoje estão vivos na memória de muitos. 

Papai, eu me recordo bem do seu jeito comunicativo e alegre, que contagiava a todos, mas era também firme e impositivo em suas ações. 

Com este espírito natural de liderança e boas intenções, como grande muriaeense que foi sempre se preocupou com os meios de comunicação de sua terra, aperfeiçoando-os e procurando fazer o melhor para os seus conterrâneos e amigos.  

Desde 1943 foi Diretor Proprietário da Radio Sociedade Muriaé, a querida ZYD-2. Colaborou ativamente em todas as promoções do “Festival da canção de Muriaé” com sua presença, seu apoio e seu incentivo. 

Foi um dos fundadores da Cia. Telefônica de Muriaé, onde ocupou o cargo de Diretor Superintendente,quando naquela época a telefonia era precária, trouxe a modernidade como telefone automático, de discagem, substituindo a antiga manivela. 

Colaborou com a imprensa escrita da cidade, tendo oportunidade de dirigir um de seus órgãos de publicidade “Gazeta de Muriaé”. 

Foi subdiretor seccional da Liga de Amadores Brasileiros e Rádio e Emissão – LABRE, sediada em Belo Horizonte. Como Rádio Amador operava com o prefixo PY4-ABX – América- Brasil- Xingu. Vereador e Presidente da Câmara Municipal, nos tempos em que o ideal ia além de qualquer salário. 

Em 1946, ingressou no Rotary Club de Muriaé, onde atuou de forma positiva na sua fundação, onde exerceu os cargos de Presidente, Diretor de Protocolo, Secretário e Diretor sem pasta. Posteriormente, grande incentivador do Interact Clube, onde deu início aos intercâmbios estudantis internacionais. Foi Presidente da Associação Comercial de Muriaé, do Nacional Atlético Clube e do Muriaé Tênis Club. 

Estes são apenas alguns exemplos da envergadura de seu trabalho, já que a todo instante nos deparamos com algo que teve a participação de Zé Pires. A ultima delas, foi a conquista do terreno para as obras da Casa da Amizade na Avenida JK. Utilizada hoje por centenas de pessoas, teve o nosso valoroso Zé Pires como homem que tomou frente para a construção deste espaço.

Zé Pires faleceu em 24 de novembro de 1976. A sua morte deixou a nossa família e nossa cidade órfãs do seu empreendedorismo e do seu brilhantismo. Órfãs de um homem que não poupou os seus esforços para melhorar a qualidade de vida de seus filhos e de seus conterrâneos.  

É inegável, como disse, a extensão do ser humano e da obra de Zé Pires, mas certamente ao relembrar o momento em que completaria seu centenário de nascimento, tenho a convicção de que a melhor forma de homenageá-lo seja lembrar da figura carismática e de grande inserção social. Sobretudo, um grande pai.

É desta forma que registro os grandes momentos da vida dele, para dizer da dignidade, trabalho e dedicação de Zé Pires, fato que muito nos inspira. Estímulo, para que nós, filhos, netos e bisnetos possamos dar continuidade ao seu legado e com base em sua história darmos seqüência a sua obra de vida. 

Um dos mais importantes legados deixado por Zé Pires foi a sua coerência entre o seu discurso e sua prática. Durante a sua vida pensou, falou e agiu conforme os seus princípios políticos, ideológicos, religiosos, éticos e morais. Ele foi um ser humano pleno em pensamento e atitude.

O legado deixado por ele, que, embora não tenha sido compreendido pelo seu tempo, hoje é lembrado como um visionário que antecipou as respostas para as quais ainda não havia perguntas. 

Nunca se prestará justa e completa homenagem a José Pires, mas as lembranças, mesmo que agora, póstumas, se constituem em prova inequívoca de que estamos engalanados neste ano em que, se vivo José Pires completaria um século. E eu, com orgulho que tenho de ser sua filha, registro aqui minha comovida recordação.

Hoje, queria poder ter meu velho e querido pai aqui, comigo. Talvez fizéssemos juntos os que não tivemos tempo nem oportunidade de fazer outrora. Poderíamos trocar mais idéias, discutiríamos mais sobre a política – que ele tanto gostava -, passearíamos mais, dividiríamos nossas alegrias e tristezas, ficaríamos mais juntos, mais próximos.  

Muitos anos se passaram, mas lembro-me com muita saudade e carinho do homem mais importante da minha vida, do homem que me ensinou a brincar, sorrir, sonhar, me educou, me amou e lutou, lutou muito, e com muito sacrifício. 

É… Lá se vão trinta e cinco anos de saudades e recordações. Minhas memórias estão bem guardadas e, cada minuto que passei ao seu lado está gravado em minha mente e em meu coração. O orgulho que sinto por ter podido chamá-lo de MEU PAI é incomensurável e inenarrável. Você foi o homem mais importante da minha vida, e eu te amarei eternamente. 

Deixo, aqui, o meu eterno agradecimento por tudo que você fez por mim, por tudo aquilo que você gostaria de ter feito e não pôde, por tudo que você representou na minha vida, por ter feito de mim uma pessoa digna e respeitável, por ter me ensinado a amar e ser amada, honrar e ser honrada… Por ter me ensinado a viver e a crescer. 

Apesar de sua ausência entre nós, hoje só nos resta agradecer sua existência, pelo exemplo de vida deixado pelo homem e pai, que sempre esteve à frente do seu tempo. 

Acredito que a nossa missão seja semear às novas gerações o pensamento, os princípios e as atitudes desse patriarca, a fim de contribuirmos para a construção de uma sociedade mais humana, uma família de estruturas sólidas e para uma Muriaé melhor". 

Obrigada Meu Pai. Eu Te Amo e Te Amarei Eternamente.

Sua filha sempre grata,

Zulnara Pires

O conteúdo desta matéria foi totalmente extraído do site, INTERLIGADO e é de autoria de Zulnara Pires.
Fonte: http://www.interligadonline.com/2011/12/07/historia-centenario-de-jose-theodoro-pires-jr/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails