3 de jan de 2012

“The Best Known Works of Rick Wakeman Performs By The Royal Philharmonic Orchestra” - 1978

Passado os festejos de Natal e Ano novo, é hora de voltar a escrever as minhas bobagens, portanto, mãos no teclado e para começar o ano, recebi uma indicação feita pelo “Sid”, que ontem me enviou um e-mail ,perguntando por um antigo álbum, ainda em vinil, lançado em 1978 pela gravadora “A&M” com a “The Royal Philharmonic Orchestra” executando as melhores peças de Rick Wakeman

Como, “missão dada é missão cumprida”, fiz uma rápida varredura na net e de cara encontrei, “The Best Known Works of Rick Wakeman Performs By The Royal Philharmonic Orchestra”, com capa, folders e tudo mais, completamente perdido nos zilhões de arquivos que rolam pela internet.

O melhor de tudo, é que, quem se deu ao trabalho de ripar o LP, fez um serviço de primeira, pois a gravação extraída do LP está muito boa, com pouquíssimos chiados, tão característicos dos vinis, bem como a parte gráfica que foi reproduzida, está muito legal também, portanto, um "muito obrigado" ao "Sid" por ter lembrado de peça tão rara e também ao "ilustre desconhecido" pelo serviço muito bem  feito de reprodução.

Confesso que não lembrava mais da existência desta preciosidade, que realmente traz na integra, ”Journey To The Centre Of The Earth”, boa parte de “The Myths & Legends of King Arthur & The Knights of the Round Table” e de quebra, temos ainda, “Catherine Howard” e “Anne Boleyn”  do álbum,  "The Six Wives Of Henry VIII" e para finalizar, “After The Ball” , extraída do álbum “White Rock”.

Escutando este álbum algumas vezes, ele me fez lembrar que na época de seu lançamento eu não dei muita importância a este trabalho, mas agora, mais de trinta anos passados e um pouco mais de juízo na cabeça, é que da para entender o valor e a expressividade que o trabalho de um jovem gênio, produzido no início da década de setenta, permanece tão vivo e atual depois de tanto tempo. 

Ta certo que na época do lançamento, Rick Wakeman estava na moda, assim como o Yes (bem, isto até hoje) e o rock progressivo como um todo, ainda tinha algum fôlego para chegar até a década (80) das trevas musicais que estava bem próxima e ainda iria fazer um estrago dos diabos no cenário musical internacional, que levaria mais de uma década para retomar o caminho do bem. 

Mas de qualquer forma, não é para qualquer um, ter sua obra orquestrada por tão afamada sinfônica, que a rigor, não deve ter tido muito trabalho em ajustar os arranjos, uma vez que, o autor da peça já havia feito as partituras para tal fim, restando apenas alguns ajustes para cobrir a falta da banda e dos teclados de Rick Wakeman, pois em alguns momentos nota-se claramente que a música da forma como está tocada,  soa como o acompanhamento da sinfônica nas versões originais, o que em nada tira o mérito do trabalho apresentado.  

Obviamente o álbum é dedicado e muito apropriado para as pessoas com gosto musical eclético, o que não era muito o meu caso no passado, mas agora, poder desfrutar de um álbum como este, é um prêmio, portanto, não resta alternativa, senão recomendá-lo muito, não só pelas peças musicais que estão sendo apresentadas, mas principalmente pela grande “Banda” que com sua competência, está proporcionando uma releitura destas músicas, criadas por uma "lenda viva" do rock progressivo, que está acima do bem e do mal.

ALTAMENTE RECOMENDADO!!!!

Musicians:
The Royal Philharmonic Orchestra
Richard Hartley -  conductor



Tracks:
01. Orchestral suite from "The myths and legends of King Arthur and the Knights of the Round Table"
  a: Arthur (3:10)
  b: Lady of the Lake (1:21)
  c: Merlin the Magician (3:01)
  d: The Last Battle (3:33)
02. The six wives of Henry VIII
  a: Catherine Howard (4:53)
  b: Anne Boleyn (3:26)
03. Orchestral Suite from "Journey to the centre of the Earth"
  a: The Journey (5:28)
  b: Recollection (1:56)
  c: The Battle (2:42)
  d: The Forest (4:33)
04. After the Ball (3:18)

NEW LINK
NEW LINK 2015

"Orchestral Suite from Journey to the centre of the Earth"

7 comentários:

  1. Gustavo, parabéns por mais esse post histórico! Como sempre seus comentários são perfeitos. Só quando tentei achar esse arquivo na net é que me dei conta que quase ninguém se lembra desse trabalho da RPO dedicado ao Rick Wakeman. Mas agora o seu blog veio a preencher essa lacuna. Muito obrigado!

    Sid

    ResponderExcluir
  2. Não existe e talvez jamais existirá um músico como Rick Wakeman, ele não é apenas o melhor....ele colocou aqueles instrumentos que serviam de "brinquedos experimentais " para os Beatles, em um patamar tão elevado, que nas suas mãos, passaram ao status de atração principal, onde guitarra, baixo, bateria, vocais e toda uma orquestra e coral exerciam o papel secundário, onde a estrela maior era Rick, sua cabeleira longa, a capa cintilante, sua irreverencia e um talento inigualável...De quebra..fazia parte da maior banda de rock progressivo de todos os tempos!!!!

    Mano Véio você viu o Rick no Brasil....Corrija-me se eu estiver errado....

    ABRAÇO...FORÇA...SUCESSO!!!!!!!!!

    Carlos.."The Ancient"

    ResponderExcluir
  3. Sid,

    Mais uma vez, obrigado pela dica.......

    Tenha fé que todos vão apreciar muito este álbum.......

    Uma raridade que não pode de forma alguma ficar esquecida.......

    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir
  4. Carlão,

    Eu fui às duas apresentações de Rick Wakemnan no Maracanzinho e posso te afirmar que nunca mais esqueci deste show.....

    Ficou gravado a fogo em minha memória, pois realmente foi inesquecível, ver a banda de RW completa, a orquestra Sinfônica Brasileira e o Coral da Gama Filho, com a narração do Murilo Néri........

    Eventos como este não existem mais......

    Suas observações estão absolutamente corretas.....


    Abraços,


    Gustavo

    ResponderExcluir
  5. Olá Gustavo,
    Volta e meia dou uma olhada no seu ótimo blog para ver o que há de "novo", parabéns pelo bom gosto. Vi esta postagem mais antiga só agora, se você ainda tiver este arquivo, por favor suba-o de novo, gostaria de tê-lo em formato digital. Tenho o LP, mas meu toca-discos já não consegue manter a rotação ao reproduzi-los.
    Um abraço!
    CarlosN

    ResponderExcluir
  6. Carlos,

    Ai está o novo link: https://mega.nz/#!lV5RGSTb!Y_4mUCJiaKaqRzZnB_hyTOU5qBi-kn5Hm00R-Di2Yko

    A o link da resenha também foi atualizado!!!

    Valeu por suas palavras e participação!!!

    Curta bastante este álbum!!!!

    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir
  7. Valeu Gustavo!!! Enquanto escrevo isto estou escutando essa maravilha, agora na rotação normal. Dá para ouvir bem o "colorido" das músicas, a riqueza de timbres. Algo que sempre me chamou a atenção neste disco é sua energia - algumas das músicas são executadas mais rápido que na versão original, até meu filho de 3 anos vibra e começa a "reger"...

    Isso contrasta com o que acontece às vezes com algumas novas formações de bandas clássicas, que tendem a tocar num ritmo mais lento, como você comentou na postagem do recente disco ao vivo do Yes (algo que ocorre também o que a nova formação do Renaissance). De qualquer forma, o importante é que as músicas continuam sendo tocadas.
    Um abraço!
    CarlosN

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails