2 de dez de 2011

YES - "In The Present Live From Lyon" - 2011

Como costumo dizer, “Quem tem padrinho não morre Pagão” e eu sempre complemento com, “quem tem amigos também não”, pois esta postagem só está sendo possível, graças ao amigo “Luciano", que gentilmente passou a dica deste álbum, “In The Present Live From Lyon”, acontecido em 2009, ou seja, todos nós estamos em dívida com ele.

Lógico, é o Yes, tinha que ser, mas vai valer muito a pena escutá-lo, pois ele comemora mais de quarenta anos de palco de uma das bandas mais queridas do rock e apesar de estar um tanto desfigurado de seu elenco principal, o astral da banda é altíssimo, portanto o resultado final está excepcional.

Quando a gente para e pensa em alguns pequenos detalhes, fica clara a vocação da banda em se apresentar, em estarem junto aos seus fãs e ai neste momento, membros mais novos como Benoit DavidOliver Wakeman, fatalmente entram no clima, pois ele é contagiante.


Principalmente para Oliver Wakeman, que muito provavelmente acompanhou seu pai, Rick Wakeman, em diversas turnês e começou a ser influenciado ainda dentro do ventre da mãe nas seções de estúdio e palco do Yes, mostra uma serenidade e maturidade fora do comum, mesmo estando ao lado de lendas vivas como, White, Howe e Squire que são mais que mestres na arte da música. 


Benoit David, já havia declarado seu amor pela banda há muito tempo atrás, quando formou no Canadá uma banda “Cover Yes”, sendo descoberto por Chris Squire, via Youtube, deixando todos da banda muito bem impressionados com seu talento natural e por ter um timbre vocal tão próximo ao de Jon Anderson, culminando com o convite para fazer parte da banda e gravar “Fly From Here” que está vendendo mais do que água de côco na Bahia. 


Se me perguntarem se Wakeman e Anderson fazem falta a banda, sim, esta será sempre a minha resposta, porque para mim sempre farão falta em qualquer lugar, mas, no entanto, o esforço dos novos membros, esta traduzido neste álbum que com certeza vai agradar muito aos amantes do Yes e aos adoradores da boa música.

RECOMEDADÍSSIMO!!!!!

YES:
Alan White,
Oliver Wakeman
Benoit David
Chris Squire
Steve Howe

Tracks:
Disc One:
01 “Siberian Khatru”
02 “I’ve Seen All Good People”
03 “Tempus Fugit”
04 “Onward”
05 “Astral Traveller”
06 “And You and I”
07 “Corkscrew” (acoustic solo)

Disc Two:
01 “Owner of a Lonely Heart”
02 “Southside of the Sky”
03 “Machine Messiah”
04 “Heart of the Sunrise”
05 “Roundabout”
06 “Starship Trooper”


LINK

"Partes do Show"

6 comentários:

  1. Estimado amigo:
    Complemento tu información. Las grabaciones de este disco en vivo corresponden al Tour In The Present que se llevó a cabo ya sin la presencia de Jon Anderson y con Benoit David en su reemplazo. Esta presentación en Lyon data de 2009 pero se edita recién en 2011.
    Me permito corregirte en cuanto al tecladista. Se trata de un Wakeman hijo de Rick Wakeman, pero no es Adam, sino Oliver. Oliver Wakeman ya tenía trayectoria propia habiendo realizado varios discos junto a Clive Nolan (de Pendragon) y también junto al propio Steve Howe. De todos modos, al llegar a la etapa de grabar el último disco de estudio, Fly From Here, Oliver fue repentinamente sustituido en los teclados de Yes por Geoff Downes (Ex Buggles, Ex Yes y Asia)quien así retornó a formar parte de la banda que integró para el álbum Drama. De hecho, se ha visto a Fly From Here como una especie de continuación de Drama.
    Sigo siempre con mucho interés Nas Ondas a Net y te invito a que conozcas mi blog ABBEY ROAD en http://abbeyroadcostaazul.blogspot.com Serás bienvenido (bemvindo)
    Un saludo desde Uruguay
    lennon

    ResponderExcluir
  2. Prezado Lennon,

    Fico muito grato por sua presença e por estar ajudando a todos nós, com suas observações que com certeza vão fazer este blog ficar muito melhor.....

    Quanto ao seu blog, já é um velho conhecido e fonte de inspiração que já faz parte da Lista de Blogs Altamente recomendados....

    Volte sempre pois a casa é sua.....

    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir
  3. É isso aí mano véio........acabei de ver este post no Leonardsky ( onde por acaso estou baixando uma excelente coletânea de Jon Anderson)...

    Eu gostaria de deixar claro aos demais fãs do Yes, que Jon Anderson jamais foi um simples vocalista..Jon foi mentor artístico da banda, o maestro multi instrumentista, que deu a identidade artística da banda..Se Chris Squire é o cérebro do Yes, Jon sempre foi o coração da banda...E que além de tudo isso que mencionei, também é dotado de uma voz única e inigualável..Jon Anderson é incomparável...

    Benoit David é um grande vocalista que está a altura da banda e de interprertar no estúdio e no palco as grandes músicas de Jon. Por isso merece o respeito e admiração de todos!!! O Yes precisa continuar, e graças a Benoit David isso será possível..

    Abraço..Força...Sucesso!!!

    Carlos "The Ancient"

    ResponderExcluir
  4. Meu camarada,

    Como havia mencionado anteriormente, o blog Leonardinsky têm sempre umas perólas tiradas da cartola....

    A coletânea do Jon Anderson é fantástica, pois dá uma visão espacial de sua trajetória trabalhando só.....

    Quanto a Jon Anderson, você já disse tudo......

    Sem duvida alguma, Benoit David está tendo o seu merecido reconhecimento.......

    Abraços!!!


    Gustavo

    ResponderExcluir
  5. Gustavo, eu gostei demais da sonoridade desse álbum ao vivo. Como já é de costume e todos sabemos, que desde de o Keys, os álbuns ao vivos do Yes sempre tiveram um padrão elevadíssimo de qualidade de gravação. Esse último não é diferente! Quando escutei a primeira música Siberian Khatru ouvindo o Howe solar, impossível foi não abrir um sorrizão... E destaque também para Bernoit David, que se ao vivo ele comete alguns pequenos deslizes, mostrou-se competente nos tradicionais ajustes dentro do estúdio que todos sabemos que são feitos, provando o talento de interpretação que tem. O impressionante é que o tempo vai passando e o Yes continua provando aos fãs que sua magia musical será talvez imortal !!! Abraços

    Luciano

    ResponderExcluir
  6. Bicho,

    Mais uma vez obrigado pela dica e posso te assegurar que a turma caiu matando em cima deste álbum que é muito bom......

    O Yes, há muito tempo deixou de ser uma banda e passou a ser uma instituição.......

    Por isso o tempo só passa para nós simples mortais.....


    Abrs,


    Gustavo

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails