11 de dez de 2011

TANGERINE DREAM - "Poland - The Warsaw Concert" - 1983

Em um show de música eletrônica, visceral ao extremo, o Tangerine Dream, encantou seus fãs na Polônia e dele foi possível extrair este álbum, “Poland - The Warsaw Concert”, gravado em dezembro de 1983 e que na época gerou alguns comentários sobre as tendências políticas da banda, o que levou a Edgar Froese a responder as críticas imediatamente dizendo, “fazer shows na Polônia e na Alemanha Oriental, era apenas um desejo de mostrar a música do Tangerine Dream aqueles povos, nada mais...”. 

Quando disse logo acima “visceral ao extremo”, é porque ele é composto de apenas quatro suítes que variam de treze a vinte e dois minutos, com o mais puro som eletrônico, onde a tônica esta calcada na genialidade de Edgar Froese em expressar seus sentimentos por um canal de comunicação, muitas vezes incompreendido, mas dotado de um lirismo e poesia que mesmo ao emaranhado de sons aparentemente desconexos, consegue revelar histórias que não são contadas por uma letra. 


Na época de seu lançamento, era um LP duplo, uma desgraça para indústria fonográfica, porém, um deleite para os amantes da música eletrônica, apenas quatro faixas, uma por lado, a primeira, uma homenagem ao país que os recebia, “Poland”, uma suíte que mescla momentos de pura reflexão com momentos frenéticos gerados por seqüenciadores e sintetizadores que dispostos em várias camadas, matematicamente nos transportam em uma viagem alucinante. 

Tangent que vem em seguida inicia sua jornada como uma nuvem que se aproxima, melodiosamente, com um ritmo um tanto sensual, misturando-se aos sintetizadores que dão uma atmosfera espacial, logo precedido por um coro de mellotrons e finalizado por uma fantástica orquestração de sintetizadores. 


Barbakane soa como um lamento, pois uma singela flauta eletrônica, amparada por sintetizadores e uma percussão que vai ganhando força com tempo, delineando uma linha temática, temporal e cíclica, findando-se com um seqüenciamento mais alegre, mais humano. 

Horizon fecha o concerto com uma sonoridade de um ambiente glacial, feita a partir de sons desarmônicos que entremeados a uma atmosfera melodiosa, tridimensionalizam uma expectativa no desenrolar do tema, ganhando força ao longo da peça. 

Este álbum é um marco, na carreira do Tangerine Dream, pois ele elevou a música eletrônica a um novo patamar na Europa Oriental, pois a Cortina de Ferro foi rompida por uma música que diretamente não dizia absolutamente nada, mas acabou virando um hino a liberdade de um povo oprimido por um sistema político que começou falido desde a sua instalação. 

Apesar de tudo conspirar contra este show que aconteceu em duas ocasiões em um mesmo dia, o Tangerine Dream, apresentou-se em condições climáticas totalmente adversas, pois o frio era ártico, com neve sendo despejada em abundância, mas todos da banda não mediram esforços para os shows acontecerem, pois objetivo maior do grupo era agradar os seus Fãs. 

ALTAMENTE RECOMENDADO!!!!

Musicians:
Edgar Froese / Guitars, Synthesizers, Keyboards
Christopher.Franke / Synthesizers, Keyboards
Johannes Schmoelling / Synthesizers, Keyboards


Tracks:
01. Poland (22.00)
02. Tangent (19.52)
03. Barbakane (13.49)
04. Horizon (20.49)

LINK

"Poland"

"Tangent"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails