14 de jun de 2011

YES - "Solid Time Of Change" - 1972

O tempo vai passando e as músicas vão ficando, mas logicamente esta característica depende de vários fatores que influencíam nesta condição, que considero um mistério. 

Por diversas vezes já comentei o fato de algumas músicas terem o dom de se perpetuar em nossas mentes de uma forma muito difícil compreender, mas na realidade eu acredito que estas músicas de alguma maneira têm uma mensagem subliminar como se fosse um “password” que abre alguma porta e lá se instala, não saindo mais. 

Obviamente essa situação está ligada diretamente com o DNA da banda, onde os elementos que o constituem são seus músicos e/ou compositores que com seu talento e criatividade, dão vida a música com uma simples combinação das sete notas musicais e seus subtons superiores e inferiores que por sua vez são complementados pela voz humana, proporcionando ao ser humano uma das maiores manifestações artísiticas. 

Toda esta verborragia acima, apenas para fazer alguns comentários a respeito do bootleg, “Solid Time Of Change”, do Yes, gravado em novembro de 1972, em Durham, Carolina do Norte, USA, com praticamente quarenta anos passados desde a sua gravação, mas causando a mesma emoção como se fosse uma novidade da atualidade. 

O show foi praticamente todo feito em cima do álbum “Fragile”, álbum este, imortalizado nos anais do rock mundial, sem duvidas uma peça rara incontestável, mas houve tambem a companhia de músicas do "Yes Album" e do “Close to the Edge”, ou seja, show impecável, com a presença da melhor formação que a banda já teve, o que per si, o qualifica positivamento e acontecendo provavelmente no momento mais mágico que o Yes vivenciou.

Tudo o que se escuta tem aquela sensação de perfeição e harmonia, existe até certo sentimento de ingenuidade, mas isso reflexo da sinergia que existia na banda e que naquele momento, sentimentos como inveja, rivalidade, ciumes e principalmente a vaidade, talvez um dos mais perversos sentimentos que homem possa ter, não estavam presentes ainda, pelo menos não tão claramente, pois o grande barato dessa história toda, era pura e simplesmente a música, isenta de outros interesses que não o artístico. 

Da forma como estou escrevendo, tudo parece muito lírico e poético, mas sei que na realidade as coisas que acontecem nos bastidores são bem diferentes desta visão holística, mas este álbum com certeza, influênciou meu discernimento em relação às suas músicas e ao contexto do show como um todo. 

Praticamente com quatro décadas de existência, comentar o quê sobre as músicas ou sobre a banda? Espetaculares???, Sobrenaturais???, Fenomenais???, Melhor banda de rock progressivo do planeta???, ou qualquer outro adjetivo existente no vocabulário???, mas tenho fé que seria uma presunção de minha parte fazer qualquer classificação a respeito, portanto esta árdua tarefa fica para quem aventurar-se nesta viagem musical. 

ALTAMENTE RECOMENDADO!!!!

Musicians:
Alan White,
Chris Squire,
Jon Anderson
Rick Wakeman
Steve Howe

Tracks:
CD1
01 Firebird Suite
02 Siberian Khatru
03 I've Seen All Good People
04 Heart Of The Sunrise
05 Clap / Mood For A Day / Clap
06 And You And I
CD2
01 Close To The Edge
02 Rick Wakeman Solo
03 Roundabout
04 Yours Is No Disgrace

LINK

"Experts from Firebird Suite and Siberian Khatru"

"Close To The Edge"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails