29 de mai de 2011

YES - "Going For The One Tour" - 1977

Enquanto o novo álbum, "Fly From Here" do Yes está prestes a sair do forno com data marcada para o mês de julho de 2011 e tudo mais, sendo para mim uma total incógnita o que podemos esperar pela frente, portanto, vamos voltar uns trinta anos no túnel do tempo é ir até este bootleg, "Going For The One Tour", gravado em 1977, com a banda completa, marcando o retorno de Rick Wakeman ao Yes

Após as confusões proporcionadas pelo lançamento do álbum, "Tales From Topographics Oceans", coisa que não consigo entender até hoje, pois para mim é a obra máxima da banda, uma obra de arte inigualavel, acontece o pior, a banda perde seu tecladista.

Rick Wakeman, dá o fora da banda, volta a se dedicar a sua carreira solo e para cobrir sua falta, entra em cena uma figurinha muito pitoresca, Patrick Moraz, por sinal, talentosíssimo, teve o privilégio de ver seu nome estampado em um dos álbuns mais cultuados da banda, o invejável "Relayer", porém acredito que não tenha havido uma sustentação política para a sua permanência na banda, apesar de ter ocupado o lugar do mestre com muita honra e dignidade, enfim, é a vida. 

Veio então em 1977, o álbum, "Going For The One" e com ele, o velho mestre dos teclados de volta, e aí, é que passo a entender menos a implicância dele com o "Tales From...", pois a música "Awaken" parece como uma continuação do  mal fadado álbum, sendo que ele adora esta música (e eu também), que é tão complicada e sofisticada quanto o seu desafeto,porém, tentar entender a cabeça destes gênios é muito difícil e na verdade o que mais importa é que ele estava de volta à banda para nosso deleite. 

Particularmente, gosto muito do álbum "Going for the One", pois no auge do movimento punk, o álbum teve um inesperado sucesso nas Paradas de Música da Inglaterra e dos EUA, atingindo colocações inimagináveis no "Top Ten", britânico e americano, o que me leva a crer que ainda tinha muita gente com tutano na cabeça suficiente para se sensibilizar com um trabalho de qualidade, graças aos bons Deuses da Música e do Rock Progressivo. 


E este bootleg está recheado de bons exemplos do que é uma música de verdade, com expressão, alma e principalmente vida, parecendo que não foi feita a partir do homem, mas de alguma entidade divina, pois fica difícil entender e comentar uma música como, "Close To The Edge", pois décadas após sua criação, o arrepio é sempre o mesmo e nesta versão o mestre esteve impossível com seus teclados e para ser justo, todos da banda estiveram. 

Todas as músicas de "Going for the one", estão presentes neste show, acontecido em Glasgow, Escócia no dia onze de agosto de 1977, bem como uma música inédita para mim, "Colours Of The Rainbow", cantada boa parte "A Capela" por Jon Anderson, tendo também, "You and I", "I've Seen All Good People" e aquela alucinante abertura com a "Firebird suite" que alopra qualquer um, pois a adrenalina sobe, levando a níveis de excitação muito grandes logo no início do show e posso garantir que, quem já passou por isso sabe do que estou falando. 

Faço apenas uma ressalva quanto à qualidade da gravação, pois independente do áudio estar muito bom, existem pequenos problemas de rotação em algumas músicas, o que de forma alguma inviabiliza sua audição.

ALTAMENTE RECOMENDADO!!!!


MUSICIANS:
Alan White
Jon Anderson
Chris Squire
Rick Wakeman
Steve Howe

TRACKS:
01 - Firebird Suite
02 - Parallels
03 - I've Seen All Good People
04 - Close To The Edge
05 - Wonderous Stories
06 - Colours Of The Rainbow
07 - Turn Of The Century
08 - Tour Song
09 - And You And I
10 - Rick's Trick
11 - Going For The One
12 - Flight Jam
13 - Awaken

"Going For The One"

"You and I"

2 comentários:

  1. Cara não tem jeito, lá vem esse lobo doido de novo dar palpite,rs
    O Tales From...pra mim é a obra prima do Yes e eu me lembro que só em vinyl eu tive 05 edições e fora os k7s da época.
    Com o tempo e a vida, me afastei dessa obra prima que o Rick disse ter sido a pior coisa que havia feito, mas com o advento de promoções comprei um original já em cd nos eua e depois um vinyl tb original de lá, e da net peguei algumas versões.
    Tudo isso só pra dizer o que penso do Yes, Tales from..pra mim é tudo, a melhor música ou suite, a melhor formação e creio que ali foi um clímax nunca mais alcançado por eles, pena.
    Mas Yes é insuperável.
    Enjoy!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Caro Dead,

    O meu sentimento em relação ao "Tales...." é o mesmo que seu......

    Nunca entendi porque RW odiou este álbum......

    Awaken, guardada as devidas proporções vai pelo mesmo caminho e ele adora tocar esta música.....

    Vai entender.....

    Quanto ao Yes, realmente são insuperáveis e incomparáveis.......


    Abraços,


    Gustavo

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails