2 de mai de 2011

PINK FLOYD - "The Darkside Rehearsals" - 1972

Apesar do nome do álbum, "The Darkside Rehearsals", o ano em que foi gravado, 1972 e mais ainda o fato do Pink Floyd estar ensaiando em suas apresentações de algumas das músicas que estavam em fase de pré-produção do futuro álbum, "The Dark Side Of The Moon", não foi para mim o principal atrativo para postar esta rara compilação de ensaios da banda, mas o que mais me chamou a atenção foi a execução de outra música que mais adiante terá o seu nome revelado. 

Mas só por ter um dos diversos ensaios da sua obra prima máxima, "The Dark Side Of The Moon", já seria motivo mais que suficiente e uma obrigação postá-lo, pois é muito interessante poder entender como foi a evolução da peça e como eles conseguiram chegar a versão final de estúdio, imortalizada na história da música contemporânea.

Nota-se claramente que os arranjos não estavam ainda bem definidos e mesmos a parte vocal estava muito distante do que realmente iria ficar, bem como os solos de guitarra ainda não estavam muito sintonizados com o contexto que está obra prima exigiria da banda, pois em algum momento esta obra adquiriu vida própria e ficou acima de seus criadores e executores, guiando-os rumo a perfeição. 

O que fica muito evidente de um ensaio inserido dentro de uma apresentação pública como esta, é o poder criativo e a emanação de talento que a banda gerava, contaminando a todos os presentes com um sentimento difícil de ser externado, pois eram apenas quatro jovens rapazes que por um objetivo único, a perfeição, estavam doando suas almas diante de todos. 

Sendo bem específico, algumas músicas estão irreconhecíveis, como por exemplo, "The Great Gig In The Sky" que está longe de ser o que finalmente iria ficar em sua versão final de estúdio.

Mas é exatamente isso é que torna uma das partes mais intrigantes e subjetivas do processo de criação,  o aprimoramento musical, que não chega a ser algo como, por tentativa e acerto, mas sim a busca da melhor sintonia, até se chegar a uma perfeição musical que agrade a quem a está executando assim como consiga comover e atrair o futuro ouvinte, mostrando o amadurecimento da evolução musical que a banda estava passando naquele momento. 

A bem da verdade, o atrativo principal é o próprio Pink Floyd, que seja como for, sempre trará uma gratíssima surpresa, como para mim foi a versão simplificada de "Atom Heart Mother", a música a qual havia omitido o seu nome no início desta resenha, pois ela está desprovida da orquestra de metais que são uma das características de sua estrutura , mas por outro lado, sua ausência permitiu revelar um Pink Floyd mais solto e menos marcial nesta música, com David Gilmour livre para improvisar com sua guitarra e os teclados de Rick Wright mais evidentes e eu como fã confesso e incondicional desta música, logicamente viajei para longe da realidade, pois não há como escapar de seus encantos em um momento de liberdade e improviso. 

Esta gravação foi feita mais precisamente no dia vinte de janeiro de 1972 no "The Dome", Brighton, Inglaterra e por conta de haverem diversas versões "Rehearsals" sobre as músicas do álbum "The Dark Side Of The Moon" esta informação passa a ter certo sentido de espaço e tempo. 

Dizer que este álbum é altamente recomendado chega a ser repetitivo e um tanto infantil, mas como ainda sou uma velha criança e das mais teimosas, o álbum é ALTAMENTE RECOMENDADO E IMPERDÍVEL!!!! 


Band: 
Roger Waters: Vocals, bass
David Gilmour: Vocals, guitar 
Rick Wright: Organ 
Nick Mason: Drums, percussion

Tracks: 
Disc One 
1. Speak To Me 2:08 
2. Breathe 3:01
3. On The Run 8:09
4. Time 6:36
5. Breathe (reprise) 1:46
6. The Great Gig In The Sky 4:35 
7. Money 2:44 
8. Atom Heart Mother 15:26 
9. Careful With That Axe, Eugene 10:45 
Total Time: 55:14 

Disc Two 
1. One Of These Days 9:09
2. Echoes 26:31 
3. A Saucerful Of Secrets 17:03 
Total Time: 52:44

LINK

"Breathe"

"Atom Heart Mother - parte 1"

"Atom Heart Mother - parte 2"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails