18 de mar de 2011

YES - Estival Jazz Lugano - 2004

Desta vez o lugar é a Suíça, o ano é 2004, o nome do álbum é "Estival Jazz Lugano" e a banda, não poderia ser outra, senão, o Yes, com direito a "Firebird Suite" abrindo o espetáculo e fazendo a pulsação e os níveis de adrenalina subirem loucamente e tudo mais que um show desta banda pode oferecer. 

O mais interessante é que salvo raríssimas exceções, independente de qualquer situação catastrófica que banda tenha passado e não foram poucas como todos sabem ou mesmo nas diversas vezes que teve sua formação alterada, é notório que existe no DNA da banda, um cromossomo que garante uma qualidade excepcional em suas apresentações e que desde os primeiros shows, deu mostras da sua existência e mesmo depois de tantos anos, continua acompanhando o Yes como um parasita do bem. 

Eu não me lembro de ter escutado ou mesmo assistido a um show do Yes em que o astral não fosse estratosférico e que a sintonia da banda não estivesse absoluta e límpida com uma perfeição que vai muito além do que realmente podemos perceber e mais incrível de tudo, é que isto acontece na mais absoluta serenidade e sobriedade, pois acontece de forma natural e sem os exibicionismos que muitas vezes presenciamos. 

E o fato de não haver muitos marabalismos, caretas e pirotecnia gratuita muito em moda ultimamente, os shows são envolventes e emocionantes, não livrando ninguém destes sentimentos de alegria e bem estar que as músicas e a presença do Yes provocam. 

Uma prova disto muito recente está no blog, Prog Rock Vintage, que é uma referência para os amantes do rock progressivo e fonte altamente confiável de informação, há o depoimento da Luciana Aun, sobre a apresentação do Yes no Brasil, que veio desfalcado de Jon Anderson e Rick Wakeman que são peças fundamentais na estrutura da banda, mas que mesmo sem eles, os sentimentos estiveram submetidos ao extremo para quem teve a graça de assisti-los bem de perto. 

Encerrando minha quase diária e costumeira prolixa ladainha, o Yes uma vez mais, surpreende com um show de profissionalismo e talento e, portanto não há mais o que dizer, senão, recomendá-lo a todos.


Musicians:
Jon Anderson - lead vocals
Steve Howe - guitar, vocals
Chris Squire - bass, vocals
Rick Wakeman - keyboards, vocals
Alan White - drums, vocals

Tracks:

Disc 1:
01. Firebird Suite (Intro) 2:12
02. Going For The One 5:30
03. Sweet Dreams 6:58
04. I've Seen All Good People 7:08
05. Mind Drive, Part One 7:34
06. South Side Of The Sky 10:41
07. Foot Prints 1:21
08. Mind Drive, Part Two 6:52
09. Yours Is No Disgrace 13:08
10. Second Initial (Steve Howe Solo) 3:18
11. Jane Seymour (Rick Wakeman Solo) 4:13

Disc 2:
01. Long Distance Runaround 4:07
02. The Fish (Schindleria Praematurus) 3:29
03. Whitefish 4:25
04. Owner Of A Lonely Heart 4:29
05. Rhythm Of Love 6:34
06. And You And I 11:53
07. Starship Trooper 13:55
08. Roundabout 7:23


"Firebird Suite (Intro)and Going For The One"

"Jane Seymour (Rick Wakeman Solo)"

"South Side Of The Sky - P1"

"South Side Of The Sky - P2"

3 comentários:

  1. O ano deste é de 2004. Abração.

    ResponderExcluir
  2. Show altamente recomendado. Imagens e som estão ótimos.
    Abraços e parabéns pelo ótimo trabalho.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails