19 de ago de 2010

CAMEL - "Breathless" - 1978

De certo modo este álbum, "Breathless", lançado em 1978, na seqüência de "Rain Dances", vem confirmar uma tendência que começava a se instalar no Camel, ou seja, sua fase pop, que a rigor não tem nada de mais, pois foi fruto de um modismo que começava a ditar algumas regras musicais que transformariam alguns grupos de rock progressivo em bandas pop, coisa que não vingou dentro do Camel, pois apesar de tudo, o DNA progressivo está presente em todas as suas músicas.

As músicas deste álbum que não perderam sua qualidade, pois sua essência é muito forte, apresentam fortes sinais de fragilidade diante do rock progressivo, pois são muito curtas, sem um tema central, algumas até dançantes com batida discoteque, com visível apelo comercial regidos pelas necessidades da época que acabaram vitimando a banda com a saída de Peter Bardens do Camel, perda irreparável.

Peter Bardens neste álbum realmente foi uma figura apagada, muito bem observado pelo amigo Roderick Verden, que deixou um sábio comentário a respeito deste álbum na postagem que havia feito do "Rain Dances" e isto talvez por conta da mudança de estilo que a banda estava passando, resumindo sua participação a uns poucos solos e um acompanhamento maior de piano a longo das músicas o que deve ter sido um forte estimulo a sua debandada do grupo.

Mas a mudança de estilo significa um amadurecimento que o grupo foi obrigado a passar por circunstâncias alheias a sua vontade, acredito eu, mas como o instinto de sobrevivência fala mais alto em determinados momentos, o Camel em meu entendimento saiu-se muito bem, pois energia, talento e criatividade são alguns dos ingredientes que conferem a banda o merecido status que tem.

Independente de qualquer situação, fato ou estilo musical, eu não consigo deixar de recomendar um trabalho do Camel e este álbum merece muita atenção como qualquer outro que tenham produzido, pois ele possui qualidades específicas que não podem ser desconsideradas.

Em minha visão, o Camel é uma das poucas bandas que se por acaso algum instrumento musical cair ao chão eu levanto e bato palmas achando que é alguma música nova, dada a genialidade do grupo, por isso é difícil não indicar um álbum deles como uma boa opção musical.

Músicos:
Pete Bardens / organ, synthesizer, piano, keyboards, mellophonium, vocals
Richard Sinclair / bass, vocals
Andy Latimer / flute, guitar, vocals
Andy Ward / percussion, drums
Mel Collins / sax

Track-list:
01. Breathless
02. Echoes
03. Wing and a Prayer
04. Down on the Farm
05. Starlight Ride
06. Summer Lightning
07. You Make Me Smile
08. Sleeper
09. Rainbow's End

Link.

"Summer Lightning"
"Echoes"
"Wing and a Prayer"

2 comentários:

  1. Comprei o disco na época de seu lançamento no Brasil. Até, então, achei o trabalho mais fraco do Camel. Ainda assim, é um bom disco! Faixas como "Echoes"(minha preferida), "Summer Lightning" e "You Make me Smile" arrebentam!
    "Discoteque"?! Quais faixas? rs

    E vc frisou bem, meu caro Gustavo, tb acho q o Camel não tem disco ruim. Mesmo o odiado "Single Factor" eu gosto.

    ResponderExcluir
  2. Meu caro

    com vai??

    O discoteque foi só para atrair a sua ira, rs...

    Mas na verdade tem um trecho em Summer Lightining que tem uma batiada bem disco da época das discotecas...

    O Camel não tem disco ruim, só menos bom.....,rs

    Prazeiraço em tê-lo pelo blog......

    Abraços.....

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails