9 de jun de 2010

YES - "Union" - 1991

Passados uns quatro anos desde ABW & H, o Yes está de volta mais uma vez, surgido das cinzas e com uma condição no mínimo interessante, pois a exceção de Patrick Moraz, Peter Banks, Trevor Horn e Geoff Downes, os demais integrantes que já haviam passado pela banda reuniram-se para produzir o álbum.

A impressão que tive a época em que o álbum foi lançado, é que tinha sido um ato para selar a paz dentro da banda, já que de certa forma ele estava dividido e o Yes estava acima de qualquer tipo de disputa, é como se fosse uma instituição, um símbolo que estava fazendo muita falta, tanto para os músicos como para os fãs.

O nome dado ao álbum veio bem a calhar, "Union", pois representou a volta do Yes mais forte do que nunca, reforçado por um elenco de estrelas ávidas em colocar as coisas em ordem e a banda na estrada novamente onde é o seu devido lugar.

Só que a história não é tão poética quanto à narrativa acima, pois foram quase dois anos de negociações e brigas entre os diversos advogados e empresários, cada um puxando a brasa para seu lado, mas o que importava era que o Yes estava de volta.

"Union" é um bom álbum que não representa a essência da banda, mas tem seu mérito, pois foi feito a partir da colaboração de todos os membros que deixaram as diferenças de lado colocando o talento e a  inspiração em cada faixa do álbum, tornando-o muito acessível a quem não conhecia a banda, pois são quinze músicas de pouca duração, beirando um pop sofisticado, mas sem abalar o real espírito da banda.

Algumas faixas se destacam e entre elas estão Lift Me Up, Shock to the System, Miracle Of Life e I Would Have Waited Forever que estão mais próximas ao Yes que estamos habituados a escutar.


Esta "união" foi formada por Jon Anderson, Bill Bruford, Steve Howe, Tony Kaye, Trevor Rabin, Chris Squire, Rick Wakeman e Alan White para dar vida a mais um bom álbum e proporcionar mais uma temporada de shows que por um bom tempo rodou a Europa e os EUA.

Set-list:
01. I Would Have Waited Forever
02. Shock to the System
03. Masquerade
04. Lift Me Up
05. Without Hope You Cannot Start The Day
06. Saving My Heart
07. Miracle Of Life
08. Silent Talking
09. The More We Live/Let Go
10. Angkor Wat
11. Dangerous (Look In The Light Of What You're Searching For)
12. Holding On
13. Evensong
14. Take The Water To The Mountain
15. Give & Take


"Lift Me Up"

2 comentários:

  1. Caro Gustavo, me perdoe, mas discordo de vc. Tal "Union", a meu ver, não passou de desunião, talvez até mesmo pior q a fase Trevor Rabin. E olha q não sou tão progressivo assim, não sou muito exigente. Ouvi falar q Rick Wakeman, ao ouvir uma fita do disco, o jogou-a ao lixo- parece q as músicas foram cortadas. Mais uma vez, me perdoe.

    ResponderExcluir
  2. Meu caro Roderick, quando disse que ("Union" é um bom álbum que não representa a essência da banda)", é exatamente o seu sentimento, porém ao meu ver, um bom álbum no mundo progressivo, está anos-luz de uma "joia rara" como costumo dizer quando algum trabalho me salta aos olhos.

    A rigor a inspiração e a vocação do Yes para o rock progressivo no meu entendimento parou no álbum Going for the one por conta de "Awaken" e de lá para cá é tudo na base do "Union".

    Muito válida a sua observação.

    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails