27 de abr de 2010

DIÁRIO DE PARIS - "2º dia"

Apesar de apenas 4 horas de sono entre o sábado e a segunda-feira (26/4), o 2º dia em terras napoleônicas, mostrou-se menos ingrato e ao final de um longo e tenso dia de trabalho, encerrado por volta das 22h, fomos até a Avenida Champs-Elysees, que realmente é linda e só é possível sentir sua verdadeira grandeza estando nela.

Suas largas calçadas abrigam o que há de mais sofisticado em termos de moda, automobilismo, eletrônicos, gastronomia e cultura de todo o mundo. É o orgulho da França.

O monumento do Arco do Triunfo é belíssimo, faz jus ao nome, ele é monumental e mostra a riqueza que a França oferece.

Fizemos todo o passeio de metrô, que apesar de antigo, mostrou-se extremamente eficiente, rápido e pontualíssimo.

As estações são imensas, muito fáceis para se perder lá dentro, pois, um verdadeiro labirinto de passagens internas para outras linhas em  conjunto com dezenas de saídas à superfície levando a todos os lugares, confundir-se lá é muito fácil.

Finalmente fomos jantar em uma área boêmia do centro de Paris junto à Catedral de Notre-Dame em um simples e simpático bistrô,  onde degustamos um bom vinho francês acompanhado por um belo prato a base de carne. O nome do restaurante eu não consigo lembrar nem sob tortura, tal era o cansaço naquele momento.

Como diriam os franceses e Ibrahim Sued (o repórter): "à demain! que eu vou de leve".

Um comentário:

  1. Amei o post !!! Queria estar junto. Mas, não podendo, foco feliz por você. Aproveite o máximo que puder !!! Beijos saudosos...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails